-0.4 C
Castelo Branco
Sábado, Janeiro 16, 2021
No menu items!
Início Cultura Festival Internacional de Música de Marvão regressa em julho e agosto de...

Festival Internacional de Música de Marvão regressa em julho e agosto de 2021

A 7.ª edição do Festival Internacional de Música de Marvão (Portalegre) vai decorrer entre os próximos meses de julho e agosto, depois de ter sido adiado este ano devido à pandemia da covid-19.

Numa nota publicada na página de Internet do Festival Internacional de Música de Marvão (FIMM), é anunciado que o evento vai decorrer entre os dias 23 de julho e 08 de agosto.

Fonte da Marvão Music, promotora do festival em parceria com o município, disse à agência Lusa que, caso existam condições sanitárias para promover o evento, a edição do próximo ano vai contar “pelo menos com 55 concertos” e outras atividades, incluindo exposições de arte, concertos para crianças, visitas guiadas, conferências, coro e orquestra em regime de residência artística e eventos gastronómicos com componente musical.

Com direção artística de Christoph Poppen e Juliane Banse, a edição de 2021 deste festival, que conta mais uma vez com o patrocínio do Presidente da República, consiste na programação de música de câmara e de orquestras, reunindo cerca de “mil artistas” provenientes de “pelo menos 20 países”.

Esses artistas estão distribuídos entre sete orquestras (três portuguesas e quatro internacionais), nove quartetos (dois dos quais portugueses), quatro coros (dois dos quais portugueses, entre muitas outras formações, ensembles e solistas.

Ao longo de 17 dias de programação ininterrupta, o festival vai dedicar uma forte componente programática ao legado do compositor Ludwig van Beethoven, nos 251 anos do seu nascimento, depois de a grande maioria das iniciativas destinadas a celebrar o seu 250º. aniversário, este ano, ter sido adiadas ou canceladas devido à pandemia de covid-19.

A mesma fonte revelou ainda à Lusa que, cada um dos nove conjuntos de quartetos de diferentes países propõe levar ao palco um programa que combina uma obra clássica e uma contemporânea, incluindo de compositores portugueses, com o objetivo de tornar o programa “contrastante, atual, diversificado, inclusivo e relevante” para diferentes públicos.

“Inclui-se também uma série especial com todas as sonatas de Beethoven para violino e os cinco concertos para piano, e ainda uma série especial integral das suites para violoncelo de Bach”, disse.

Ainda no decorrer da sétima edição do FIMM vai ser homenageado o compositor português Luís Tinoco, pela passagem do seu 51º aniversário.

De acordo com a organização, “cerca de 25%” de toda a programação será de acesso gratuito, com o objetivo de “dar continuidade à formação e alargamento” de públicos, “reforçando a ligação e o impacto” do evento no território onde este se desenvolve, que inclui cinco concelhos: Marvão, Castelo de Vide, Portalegre, Elvas e Valência de Alcántara (Espanha).

Além de ser promovido pela Marvão Music, o festival que este ano apenas foi “simbolicamente ocupado” com um conjunto de cinco concertos transmitidos pela Internet, conta com o apoio dos municípios envolvidos, da fundação alemã Anja Fichte, BPI, Fundação “la Caixa”, Grupo Ageas Portugal, Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e Galp.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: