9.3 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Dezembro 8, 2021
No menu items!
InícioNacionalHortense Martins questiona coordenador sobre o "grande desafio" do Plano de Vacinação...

Hortense Martins questiona coordenador sobre o “grande desafio” do Plano de Vacinação para a Covid-19

A deputada socialista Hortense Martins questionou o coordenador da “Task Force” para o Plano de Vacinação Covid 19, relevando que a “enorme experiência de Portugal dá confiança para o grande desafio que enfrenta”.

Durante a audição de Francisco Ramos na comissão de saúde, na Assembleia da República, na passada semana, a vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS recordou a experiência e a qualidade do Plano de Vacinação em Portugal, que permitiu no passado que importantes e nefastas doenças fossem debeladas, sublinhando a enorme experiência dos profissionais de saúde que há muitos anos lidam com estas questões.

“Essa experiência serve de muito para que possamos contar com os profissionais de saúde, com o sistema de saúde e com o SNS e seus profissionais para vencer este desafio que é vacinar para a Covid 19”, afirmou.

Hortense Martins recordou que, como já tinha sido referido pelo Primeiro Ministro Antonio Costa, também a presidente da Comissão Europeia Ursula von der  Lyen,  realçou a importância de que o processo de vacinação se inicie em todos os países ao mesmo tempo para que se possa atingir mais consistentemente e rapidamente a chamada imunidade de grupo.

Mas “todos temos de aproveitar para chamar a atenção que tal não leva a que se afaste ou abrande as regras de segurança e de etiqueta respiratória, em temos individuais, para a nossa segurança coletiva”, advertiu a deputada, questionando o coordenador do plano de vacinação sobre quando se poderá prever que, atingindo essa imunidade de grupo e de acordo com o Plano de vacinação, poderá haver “algum alivio nessas regras”.

A Vice-presidente do grupo parlamentar do PS para a área da saúde fez questão de sublinhar a importância desta vacina da Covid 19 ser “universal, facultativa e gratuita”, sendo, por isso, “muito importante a informação e que as dúvidas sejam esclarecidas”.

Nesse sentido, a deputada  lembrou um estudo recente que revela refere que 61 por cento dos portugueses estão disponíveis para tomar a vacina, “o que parece ser esperançoso, até porque nesta altura ainda estamos numa fase inicial”.

“Aliás, esse mesmo estudo refere que temos ainda 24 por cento de indecisos, mas é normal quando ainda há tantas duvidas a esclarecer”, afirmou, questionando o responsável sobre “o que está a ser pensado quanto às campanhas de vacinação” e também sobre ” para os profissionais de saúde que recusem esta vacina, assim como trabalhadores de serviços essenciais, uma vez que esta vacina é facultativa”.

Hortense Martins

Em relação às campanhas de vacinação, Francisco Ramos afirmou que neste processo “a confiança é essencial” pelo que “terá de existir uma clareza e facilidade na comunicação”.

O coordenador do plano de vacinação para a Covid-19 reafirmou ainda o benefício  de ser uma vacina facultativa, como acontece com o plano nacional de vacinação, não sendo por isso que existe pouca adesão, “muito pelo contrário”.

“Quem recusar a vacina deve ser respeitado”, afirmou, referindo os relatórios que apontam que menos de 10 por cento da população recusa tomar a vacina, números que considera “animadores”.

“Só 21% dos enfermeiros estarão adstritos a vacinação, pelo que não podemos deixar nos preocupar com a necessidade de organização dos centos de saúde e de continuar a trabalhar para a recuperação da atividade assistencial”, salientou Francisco Ramos, que reiterou a capacidade dos mais de 1200 pontos de vacinação nos centros de saúde para conduzir e gerir a logística da administração de vacinas.

“Temos uma prática de vacinação enorme”, assegurou, lembrando que “o Serviço Nacional de Saúde tem mais de 40 anos de experiência de plano de vacinação”.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: