22.2 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Outubro 21, 2021
No menu items!
InícioInternacionalCovid-19: Vacinação em São Tomé e Príncipe pode arrancar em meados de...

Covid-19: Vacinação em São Tomé e Príncipe pode arrancar em meados de março

A primeira fase de vacinação contra a covid-19 em São Tomé e Príncipe poderá ocorrer entre meados de março e princípios de abril, prevendo-se que numa primeira fase seja vacinada 20% da população, segundo fonte oficial.

“Nós vamos iniciar um processo no qual se prevê a vacinação de 20 por cento da nossa população e de acordo com as condições financeiras do país, poder-se-á aumentar o número de pessoas”, disse hoje o vice-presidente do Comité Consultivo Multissetorial (CCM), o médico António Amado Vaz, no final de um encontro deste órgão.

“Sabemos que a vacinação deve ser extensível a toda a população, muita gente tem pedido para que o país adquira as vacinas. Este processo está em curso e nós pensamos que entre março e abril podemos começar já a vacinação em todo o país”, acrescentou António Amado Vaz.

O responsável referiu-se a “um grupo específico” como aqueles que serão os primeiros a beneficiar da vacinação, ou seja, “as pessoas mais vulneráveis, que estão em contacto permanente com os doentes e desse modo exige-se que sejam vacinadas para se protegerem e proteger os seus familiares”.

Na semana passada, o Governo são-tomense anunciou que o Banco Mundial (BM) vai desbloquear seis milhões de dólares (4,9 milhões de euros) para o país comprar vacinas. Além disso, o país aderiu à iniciativa Covax, que integra a Aliança para as Vacinas (GAVI) e a Organização Mundial de Saúde.

Segundo a atualização diária da situação da pandemia em São Tomé e Príncipe, uma criança de 02 anos e uma adolescente de 15 são dois dos três pacientes internados no hospital de campanha em São Tomé devido à covid-19, informou hoje a porta-voz do Ministério da Saúde são-tomense.

“A ilha de São Tomé tem três pessoas no hospital de campanha, sendo que duas foram transferidas hoje do hospital Aires de Menezes, um menino de 02 anos de idade e uma menina de 15 anos”, explicou Isabel dos Santos.

A representante do Governo de São Tomé e Príncipe, que fez hoje o balanço diário das infeções pelo novo coronavírus no país, disse que estes dois doentes são residentes no distrito de Água Grande, o maior centro populacional do país, onde o risco de contágio é considerado “muito alto”.

A porta-voz do Ministério da Saúde referiu que nas últimas 24 horas há registo de mais uma pessoa com resultado positivo para a infeção pelo novo coronavírus, aumentando o total confirmado de casos no país para 1.171 pessoas.

O país tem sob vigilância um total de 159 pessoas infetadas pelo coronavírus SARS-CoV-2, sendo 115 em isolamento domiciliar e três internados no hospital de campanha na ilha de São Tomé, e 37 na cidade de Santo António, na ilha do Príncipe, onde continuam internadas outros quatro pacientes.

O número de óbitos mantém-se em 17 e o total de cidadãos dados como recuperados à covid-19 são 995.

De acordo com o vice-presidente do CCM, os idosos estão igualmente nesse primeiro grupo de pessoas a serem vacinadas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.075.698 mortos resultantes de mais de 96,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.686 pessoas dos 595.149 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: