9.3 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Dezembro 8, 2021
No menu items!
InícioNacionalPresidenciais: Líder do CDS apela ao voto em segurança e que “combatam...

Presidenciais: Líder do CDS apela ao voto em segurança e que “combatam a abstenção”

O presidente do CDS-PP apelou hoje aos portugueses para que exerçam o direito de voto nas eleições presidenciais, e que o façam em segurança, salientando que este ato eleitoral é “crucial” para Portugal e para o futuro coletivo.

“Eu apelo às pessoas que combatam no dia de hoje o vírus, cumprindo todas as regras e procedimentos de saúde pública para exercer o seu direito ao voto, mas combatam também a abstenção, que é um inimigo das democracias e que dá aos nossos adversários, aqueles que pensam diferente de nós a possibilidade de escolher por nós próprios”, afirmou Francisco Rodrigues dos Santos.

O líder centrista falava aos jornalistas na Escola Secundária do Lumiar, em Lisboa, onde votou pouco antes das 10:00.

O presidente do CDS-PP realçou que “estas eleições presidenciais são um ato crucial” para o país e para o “futuro coletivo”, devido à crise pandémica provocada pela covid-19, mas também pela “instabilidade governativa que o país vive”, bem como “a crise social e económica” que Portugal terá de “ultrapassar nos próximos tempos”.

“O Presidente da República, através da sua magistratura de influência, é alguém que pode ajudar a que Portugal tenha a capacidade de mobilizar os portugueses para vencer os desafios que temos pela frente”, frisou.

Depois de ter exercido o seu direito de voto, Francisco Rodrigues dos Santos observou que “a afluência a estas horas da manhã tem sido ligeiramente superior àquilo que costuma ser o padrão na Escola Secundária do Lumiar”, defendendo que isso “é encorajador”.

“Daquilo que eu pude percecionar, de facto, estavam cumpridas as regras de segurança, o ato eleitoral decorria com a celeridade possível, não concentrando pessoas e as regras e as etiquetas respiratórias estavam a ser cumpridas pela esmagadora maioria, para não dizer a totalidade dos eleitores presentes”, acrescentou.

Na ótica do líder centrista, “é um bom prenúncio para o ato eleitoral” de hoje.

“Sendo certo que o escrutínio, a fiscalização, o planeamento e a organização, esses, claro, decorrerão durante o dia, e espero que já tenham sido atempadamente previstos para facilitar o exercício do direito ao voto e proteger todos os portugueses”, salientou ainda.

Portugal elege hoje o 20.º Presidente da República e o sexto em democracia. Para o sufrágio estão inscritos 10.865.010 eleitores, mais 1.208.536 do que nas eleições presidenciais de 2016.

Os sete candidatos aparecem no boletim de voto pela seguinte ordem: Marisa Matias (apoiada pelo Bloco de Esquerda), Marcelo Rebelo de Sousa (PSD e CDS/PP), Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal), André Ventura (Chega), Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, João Ferreira (PCP e PEV) e a militante do PS Ana Gomes (PAN e Livre).

As assembleias de voto para as eleições presidenciais abriram às 08:00 em Portugal Continental e na Madeira, encerrando às 19:00. Nos Açores abriram e encerram uma hora mais tarde devido à diferença horária.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: