11 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Outubro 28, 2021
No menu items!
InícioRegionalCovid-19: Torres Vedras pede ajuda internacional para reforçar médicos e enfermeiros

Covid-19: Torres Vedras pede ajuda internacional para reforçar médicos e enfermeiros

A Câmara de Torres Vedras solicitou hoje ao ministro dos Negócios Estrangeiros a ativação de ajuda internacional para reforçar o hospital local com cinco médicos e 10 enfermeiros face à evolução da pandemia da covid-19 no concelho.

“Enquanto responsável pela proteção civil do município, venho solicitar a ativação de ajuda internacional para controlo da pandemia no território, através do reforço de recursos humanos (médicos e enfermeiros) junto dos países com menor incidência da doença da covid-19”, lê-se na carta que o presidente da câmara de Torres Vedras, Carlos Bernardes, escreveu a Augusto Santos Silva, a que a agência Lusa teve acesso.

No ofício, elaborado em cooperação com a administração do Centro Hospitalar do Oeste, o autarca sublinha que, na unidade de Torres Vedras, pertencente àquele centro hospitalar, se “caminha para uma situação insustentável, agravada pela redução de alternativas de resposta nos restantes hospitais da região de Lisboa e do país”.

Carlos Bernardes fala mesmo de uma “situação potencialmente catastrófica”, efetuando o pedido com “caráter de imperiosa urgência”.

O município quantifica as necessidades em cinco médicos e 10 enfermeiros, segundo uma nota de imprensa divulgada pela autarquia.

A carta foi também enviada ao Presidente da República, primeiro-ministro e ministros da Saúde e da Administração Interna.

Desde o início da pandemia, Torres Vedras, no distrito de Lisboa, contabiliza 4.162 casos confirmados, dos quais 1.364 estão ativos e 2.704 recuperados, e 94 mortos, segundo o último boletim epidemiológico divulgado pelo município.

Um surto de covid-19 está ativo desde o período do Natal no hospital de Torres Vedras, com um total de 199 casos confirmados, dos quais 108 estão ativos: Morreram 24 pessoas e 67 recuperaram.

Além de profissionais de saúde e utentes hospitalizados, o total de casos de infeção engloba ainda utentes que foram contagiados quando estiveram internados na unidade por outras doenças, mas que estão a recuperar em casa.

O concelho possui ainda seis surtos ativos em lares, onde já morreram 47 utentes e existem cerca de quatro centenas de infetados ativos, entre utentes e funcionários.

No Lar de São José, de um total de 172 casos confirmados acumulados, 134 permanecem ativos, enquanto 20 pessoas morreram e 18 recuperaram.

No Lar de Nossa Senhora do Carmo, na Ordasqueira, o surto de covid-19 atingiu uma centena de pessoas, das quais 85 continuam infetadas, 11 morreram e sete recuperaram.

No Lar Nossa Senhora d’Ajuda, no Ramalhal, a covid-19 atingiu 63 pessoas, 61 das quais permanecem doentes e duas morreram.

No Lar Barro Sénior Residence, há 47 casos ativos, cinco mortos e três recuperados.

De um total de 43 casos confirmados na Casa de Repouso Enseada da Harmonia, no Casal Barreirinha, 32 estão ativos. Nove pessoas morreram e duas estão recuperadas.

Quarenta pessoas, entre funcionários e utentes, estão infetadas no Lar de Santo António, nos Campelos.

Numa entrevista dada na segunda-feira à RTP, a ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou que o Governo está a “acionar todos os mecanismos” à sua disposição a nível internacional, face à situação da pandemia, com o objetivo de garantir a melhor assistência aos doentes de covid-19.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.140.687 mortos resultantes de mais de 99,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 10.469 pessoas dos 636.190 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: