14.4 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Dezembro 1, 2021
No menu items!
InícioRegionalDistrital do PSD Castelo Branco solicita esclarecimento à ARS, Segurança Social e...

Distrital do PSD Castelo Branco solicita esclarecimento à ARS, Segurança Social e Instituições envolvidas sobre processo de vacinação

“A Distrital do PSD Castelo Branco, na sequência das notícias de irregularidades no processo de vacinação em Instituições e IPSS’s, veiculadas na Comunicação Social, exige a quem dirige as entidades envolvidas (ARS-Centro, Segurança Social e Instituições envolvidas), um cabal esclarecimento, mas, sobretudo, a verdade”, lê-se em comunicado do partido chegado à nossa redação.

Nas notícias que têm vindo a público, mas também nas informações que têm chegado aos sociais democratas, são levantadas dúvidas em várias instituições do Distrito, sendo que, em termos mediáticos, o caso com mais impacto verificou-se na Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco.

A Distrital do PSD Castelo Branco, em ofício enviado à ARS–Centro, solicitou o
esclarecimento de algumas perguntas, como também, requereu a divulgação das listagens enviadas pelas IPSS a este organismo.

“Esta ação visa responsabilizar todas as entidadesenvolvidas, e com isto esclarecer a população com a verdade dos factos.”, adianta aindo a distrital do PSD.

“Uma Instituição (SCMCB) que teve a capacidade de, segundo indicações dadas por
diversas fontes aos órgãos de Comunicação Social, vacinar todos os seus colaboradores, incluindo os não-prioritários, desrespeitando as indicações emanadas pela DGS nesta primeira fase de vacinação, tem o dever e a responsabilidade de fornecer a informação necessária para eliminar qualquer tipo de dúvida que possa existir sobre quem foi e não foi vacinado.”, refere o PSD.

O Provedor, José Alves, na tentativa de justificar a vacinação de membros dos órgãos
sociais não enquadrados na primeira fase de vacinação, afirmou que as listas tinham sido previamente validadas pela ARS Centro.

Após ser contactada pela Distrital do PSD Castelo Branco, a ARS Centro afirmou, de forma categórica, que a elaboração das listas de vacinação são da responsabilidade das Instituições, esclarecendo que não compete à ARS-Centro validar listas de utentes e profissionais afetos às instituições, mas apenas e só fornecer o número de vacinas correspondente ao número de cidadãos indicados nas listagens que é providenciada pela Segurança Social.

“Face a esta tomada de posição, escrita, da ARSCentro, o Sr. Provedor e atual Presidente da Câmara Municipal de C. Branco, José Alves, não se pode remeter ao silêncio.”, lê-se ainda no mesmo comunicado.

A distrital do PSD face, aos acontecimentos,coloca as seguintes questões à Misericórdia de Castelo Branco, exigindo respostas cabais:

  • Como obteve a referida validação? Por autorização escrita? Se não escrita, então de
    que forma?
  • Quantos utentes foram realmente vacinados?
    Os membros vacinados, desempenham funções de apoio aos utentes da instituição,
    nomeadamente limpeza, alimentação e higienização dos utentes?

Perante as dúvidas levantadas e para total esclarecimento, é vital que as questões formuladas possam ser respondidas por qualquer IPSS do Distrito de Castelo Branco
onde o processo de vacinação se tenha realizado eliminando assim qualquer tipo de
dúvida, fornecendo as listagens com nomes à Segurança Social e estes confirmem que o procedimento obedeceu às indicações dadas pela DGS.

O PSD reitera ainda o cuidado e o respeito que os titulares de cargos públicos ou
candidatos devem ter no atual exercício das suas funções quer de âmbito político ou social.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: