17.2 C
Castelo Branco
Terça-feira, Março 2, 2021
No menu items!
Início Nacional 8 questões a colocar antes de avançar para uma cirurgia plástica

8 questões a colocar antes de avançar para uma cirurgia plástica

Para quem vai fazer pela primeira vez uma cirurgia plástica, há questões fundamentais a colocar ao cirurgião plástico para que a mesma corresponda ao objetivo pretendido e também para que saiba, passo a passo, tudo o que é necessário fazer e como vai decorrer o processo.

Como refere Luiz Toledo, cirurgião plástico, “um dos pontos fundamentais é revelar ao cirurgião a motivação da cirurgia, o objetivo final da mesma, para que não crie falsas expectativas acerca do resultado ou que a cirurgia se baseie em ilusões difíceis de atingir”.

Mas sugere que o melhor mesmo é “levar a sua lista de perguntas para a consulta para que consiga esclarecer todas as suas dúvidas e não se esquecer de alguns pontos vitais”.

Lista

Lista de questões:

1) Onde será realizada a cirurgia – o local da consulta não é o mesmo da cirurgia e por isso é importante que seja um hospital certificado com todas as instalações cirúrgicas e de recuperação em ordem

2) Que tipo de anestesia será utilizada – no pré-operatório é sempre realizada uma consulta do paciente com o anestesista e é uma boa altura para colocar todas as dúvidas relativas ao procedimento

3) Quais os exames necessários – normalmente é pedido um hemograma completo, glicemia, tempo de coagulação, teste de hepatite B e C e um teste de Covid19.

É ainda solicitado um histórico médico completo e radiografias, ecografias, eletrocardiograma ou exames de sangue adicionais apropriados serão solicitados pelo cirurgião antes da cirurgia.

Além disso, as pacientes de cirurgia de mama precisam de fazer uma mamografia antes e depois da cirurgia.

Todos os exames devem ser realizados no mês anterior à data da cirurgia.

Às vezes, os níveis de ferro precisam ser regulados antes da cirurgia e é absolutamente vital que a saúde do paciente seja verificada através de exames solicitados para garantir um ambiente cirúrgico seguro.

Dr. Luís Toledo

4) Qual o tempo de recuperação total ou mesmo até voltar a fazer exercícios, trabalhar, conduzir e carregar objetos como sacos de compras, por exemplo

5) Quais os cuidados pós-operatórios e quantas visitas pós-operatórias são necessárias

6) Como cuidar do local da ferida, quanto tempo até os pontos serem retirados e possíveis hematomas, quanto tempo antes de

7) Quais os possíveis riscos envolvidos

8) Revele ao cirurgião qual a sua motivação para a cirurgia – esta questão é fundamental para que o resultado final corresponda às expectativas e isso seja claro entre o cirurgião e o paciente

Recorde-se que o Dr. Luiz Toledo é conhecido e respeitado como inovador nas técnicas cirúrgicas de rejuvenescimento facial e contorno corporal.

A sua habilidade como cirurgião plástico internacional, combinada com a sua sensibilidade artística e a mais recente tecnologia, ajudou milhares de seus pacientes a parecerem mais jovens e se sentirem melhor. 

Nos últimos 30 anos esteve envolvido em palestras e congressos em todo o mundo.

Escreveu e editou 14 livros incluindo o livro “Refinamentos do Contorno Facial e Corporal” que foi traduzido para vários idiomas.

O seu livro “Lipoescultura Superficial” tornou-se um dos livros de referência sobre a técnica.

Publicou mais de 70 artigos científicos e editou edições de Clinics in Plastic Surgery. Ministrou cursos sobre a sua técnica de contorno facial e corporal nos congressos das sociedades americanas ASPS e ASAPS durante 15 anos.

Foi Diretor de Curso da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética – ISAPS – por sete anos, organizando cursos em todo o mundo e também, durante seis anos, Diretor de Educação Pública da ISAPS, organizando as primeiras estatísticas internacionais de cirurgia plástica.

Em 1999 tornou-se Professor de Pós-graduação em Cirurgia Plástica Estética pela ISAPS.

Organizou simpósios anuais em Belgrado, na Sérvia, por mais de 10 anos e até dezembro de 2018 foi diretor científico da Emirates Plastic Surgery Society, organizando reuniões mensais e congressos anuais da EPSS para os cirurgiões plásticos locais e do Golfo nos últimos seis anos.

Foi responsável pelo primeiro curso da ISAPS no Dubai em janeiro de 2014 e organizou mais de 120 congressos, cursos e simpósios internacionais de cirurgia plástica.

Em 2012 tornou-se médico em Portugal e em 2015 especialista em cirurgia plástica.

Em 2018 foi aceite como membro da SPCPRE – Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética.

Desde dezembro de 2018 trabalha também em Portugal no Hospital Saint Louis em Lisboa.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: