22.2 C
Castelo Branco
Segunda-feira, Maio 17, 2021
No menu items!
InícioRegionalDistrital do PSD reuniu com Comandante do Destacamento Territorial de Castelo Branco...

Distrital do PSD reuniu com Comandante do Destacamento Territorial de Castelo Branco da GNR

A Distrital do PSD de Castelo Branco, reuniu com o Comandante do Destacamento Territorial da GNR Castelo Branco, Coronel Albino Tavares, na sequência do processo de suspensão temporária de dez postos de atendimento da GNR no Distrito de Castelo Branco.

O PSD saúda, em primeiro lugar, a posição de estreita colaboração com o território manifestada pelo Comandante do Destacamento Territorial da GNR Castelo Branco. 

“Fomos informados da progressiva reabertura desses mesmos postos de atendimento, destacando que o respetivo encerramento não seria definitivo, mas apenas e só transitório, na medida em que a própria GNR se viu afetada na sua operacionalidade pelo Sars-Cov-2”, refere o partido em comunicado.

O PSD refere que este problema de falta de operacionalidade, resulta de dois fatores importantes ainda não resolvidos, devido “à inércia, se não mesmo incúria, do Senhor Ministro da Administração Interna”, nomeadamente:

A falta de recursos humanos no Comando Territorial da GNR de Castelo Branco, sendo ainda de assinalar que uma parte significativa dos militares, encontra-se perto da idade da reforma, não sendo substituídos por novos efetivos, pedindo a Distrital do PSD um aumento de vagas na abertura de futuros concursos de acesso à GNR para colmatar este problema;

em segundo lugar, a urgente realização de obras de manutenção nos postos de atendimento da GNR espalhados pelo Distrito de Castelo Branco, alguns deles em péssimo estado e sem condições dignas para os militares da GNR realizarem cabalmente a sua missão, sendo de registar que as intervenções de melhoria realizadas têm sido sustentadas, única e exclusivamente pelas autarquias, solicitando a Distrital do PSD de Castelo Branco, uma intervenção mais profunda do Ministério da Administração Interna na comparticipação financeira de obras.

Contrariamente a muitas opiniões lidas e ouvidas nos últimos dias, entendemos que uma opinião sólida deve sustentar-se após audição das instituições, sem acicatar alarmismos suscitados por aqueles que procuram a espuma da notoriedade dos dias, em vez de procurar soluções para a resolução de problemas.

Por último, registamos que a prática governativa continua a revelar uma visão manifestamente distorcida das prioridades em relação ao Interior, como revela o recente anúncio do investimento de 1,8 milhões de euros num memorial às vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: