17.1 C
Castelo Branco
Segunda-feira, Agosto 2, 2021
No menu items!
InícioRegionalALMA AZUL: Editora lança um desafio para assinalar os 250 anos da...

ALMA AZUL: Editora lança um desafio para assinalar os 250 anos da cidade de Castelo Branco

A Alma Azul assinala os 250 anos da cidade de Castelo Branco com um desafio   a todos os seus leitores albicastrenses e a todos os outros que de algum modo conhecem a Cidade, Capital do Distrito de Castelo Branco.

O desafio será simples e ao alcance de todos os jovens e adultos.

Envie para o correio electrónico: alma.azul.1999@gmail.com uma frase a definir a Cidade de Castelo Branco, hoje, dia 20, das 9 às 20 horas.

Não um poema, uma carta ou uma nota histórica, mas apenas uma definição da cidade albicastrense.

A Alma Azul premiará 25 dessas frases com a oferta de um dos livros, à escolha do premiado: “Monografia de Castelo Branco”, de António Roxo ou “Confraria de Nossa Senhora do Rosário – Espelho de Quereres e Sentires”, de Maria Adelaide Neto Salvado.

Foto: 19 Imagens – Joaquim Moreira

A Monografia que António Roxo dedicou à cidade, teve uma primeira edição em 1890, impressa na Typographia Progresso mas a edição que vamos oferecer é a de 2005, editada pela Alma Azul.

António Roxo foi um investigador local apaixonado pela sua cidade, que recolheu na monografia muita da história e vida de Castelo Branco, até ao século XIX.

Trata-se de um investigador com gosto pela escrita, como indica o extraordinário relato das Invasões Francesas pela Rua de Santa Maria, na ocupação do Paço Episcopal, e a descrição de muitas das pilhagens dos soldados franceses em Castelo Branco.

Tudo com uma riqueza estilista digna de nota  e que os leitores podem revisitar através do livro que a Alma Azul oferece para Leitura.

O livro “Confraria de Nossa do Rosário de Castelo Branco – Espelho de Quereres e Sentires”, é de 1998, numa edição da “A Mar Arte”; de Coimbra e ao longo das 558 páginas narra a história da Confraria que marcou a cidade durante séculos (desde o século XVII), muito antes de o Município ter decretado Nossa Senhora do Rosário como padroeira da cidade de Castelo Branco.

Esta iniciativa da Alma Azul é simbólica, mas permite uma aproximação afetiva à Cidade de Castelo.

Foto de capa: 19 Imagens – Andresa Olímpio

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: