13.9 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Abril 21, 2021
No menu items!
Início Nacional ISEC vai formar quadros autárquicos para gestão e prevenção de catástrofes

ISEC vai formar quadros autárquicos para gestão e prevenção de catástrofes

O objetivo é capacitar autarcas e coordenadores municipais de proteção civil para organizarem comunidades mais resilientes a catástrofes. As formações serão feitas em parceria com a Fénix – Associação Nacional de Bombeiros e Agentes de Proteção Civil. A duração será seis meses. Arranca em maio, em regime pós-laboral.

A falta de formação em proteção civil especialmente desenhada para autarcas e demais decisores políticos com responsabilidades no âmbito da Proteção Civil levou o Instituto Superior de Engenharia de Coimbra – ISEC a lançar o primeiro curso de“Direção da Proteção Civil Municipal” em Portugal.

O objetivo é capacitar autarcas com funções executivas para a prevenção e gestão de riscos e de catástrofes que ocorram nos seus municípios.

“Os autarcas locais são os primeiros responsáveis pela proteção civil em cada concelhoe, por isso, precisam de ser devidamente formados para conseguirem gerir o seu território em circunstâncias difíceis”, afirma Mário Velindro, presidente do ISEC.

“Só assim estarão preparados para responder, de forma rigorosa e eficiente, aos riscos tecnológicos e naturais a que as cidades, vilas e povoações mais pequenas estão sujeitas – como incêndios, sismos, cheias ou acidentes químicos e radiológicos”.

Esta pós-graduaçãopioneira no país irá arrancar em maio no âmbito da parceria entre o ISEC e a Fénix – Associação Nacional de Bombeiros e Agentes de Proteção Civil.Vem dar resposta à “Estratégia Nacional para uma Proteção Civil Preventiva”, decretada pelo Governo a 1 de abril de 2019, a qual reforça as competências e a participação das autarquias locais no domínio da proteção civil.

“O sistema de proteção civil está, cada vez mais, sustentado no poder autárquico, dadaa proximidade das câmaras municipais e das juntas de freguesia aos cidadãos, bem como o seu conhecimento sobre as vulnerabilidades das áreas territoriais que tutelam”, afirma Carlos Silva, presidente da Fénix.

“Este curso irá capacitar os decisores políticos locais, diretores municipais e outras entidades ligadas aos serviços municipais de proteção civil para a monitorização e gestão de riscos e catástrofes, permitindo a melhoria dos níveis de coordenação operacional”.

Segundo o presidente do ISEC, esta formação irá contribuirpara a construção de comunidades mais resilientes a catástrofes e reforçar os sistemas de alerta:“Iremos formar técnica e cientificamenteos diferentes responsáveis ao nível municipal e das freguesias, com vista à rápida integração de competências de direção e de gestão da atividade da proteção civil. É também fundamental uniformizar comportamentos organizacionais e de planeamento ao nível dos serviços municipais de Proteção Civil e das unidades locais de Proteção Civil”, afirma Mário Velindro.

As aulas serão lecionadas em regime pós-laboral pelos professores do ISEC, em conjunto com especialistas da área.

A pós-graduação terá a duração de seis meses, será lecionada, na sua maioria, em formato online e contará com algumas aulas de caráter mais prático em regime presencial.

A formação irá permitir analisar os sistemas de proteção civil nacional e municipal.

Serão também desenvolvidas competências de sensibilização e informação pública, assim como de planeamento de riscos e emergências.

Os formandos ficarão também a conhecer o Sistema Integrado de Emergência Médica e irão treinar exercícios de coordenação institucional municipal da proteção civil.

Coimbra vai formarcoordenadoresmunicipais de proteção civil

Para além da pós-graduação, o ISEC está também a lançar – igualmente em parceria com a Fénix –o “Curso de Formação Profissional de Coordenador Municipal de Proteção Civil”.

Sendo uma formação obrigatória para os atuais e futuros coordenadores municipais de Proteção Civil, este curso serve ainda aos técnicos municipais de Proteção Civil e das unidades locais de Proteção Civil, entre outros agentes.Terá também a duração de seis meses, irá arrancarem maio em regime pós-laboral e será lecionado em formato online e presencial.

“Este curso irá focar-se, essencialmente, na vertente da atividade da proteção civil municipal, com destaque para as ações de planeamento e de prevenção, de elaboração de planos municipais de emergência, planos prévios de intervenção e de apoio à gestão de emergências de proteção civil”, afirma o presidente da Fénix, Carlos Silva.

Os coordenadores e técnicos de proteção civil da região Centro passarão assim a poder receber em Coimbra uma oferta formativa – certificada pelo Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa – que, até agora, só estava acessível no Porto, em Aveiro e em Lisboa.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: