11.3 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Abril 22, 2021
No menu items!
Início Regional Tomar: Novo Centro Escolar abre segunda-feira e terá nome de D. Pedro...

Tomar: Novo Centro Escolar abre segunda-feira e terá nome de D. Pedro IV

Na sequência de proposta da Junta de Freguesia, a Câmara Municipal de Tomar aprovou a atribuição ao Centro Escolar da freguesia de Asseiceira, situado na Linhaceira, e que vai abrir portas aos alunos já no próximo dia 5 de Abril, do nome de D. Pedro IV.

O mais recente equipamento escolar do concelho vai assim ostentar o nome do vencedor da Batalha de Asseiceira, determinante na transformação de Portugal numa monarquia liberal e não absolutista, pondo fim à guerra civil da terceira década do século XIX.

A escola, aliás, fica precisamente situada num dos extremos do campo de batalha, que se desenrolou nos campos entre Asseiceira, Linhaceira e Santa Cita. Este é também mais um passo na valorização do passado histórico do antigo concelho, e em particular do momento que o imortalizou na História de Portugal.

Uma das salas da nova escola

O novo equipamento, cujo projeto resultou de concurso de ideias e trabalho próximo com a comunidade educativa e foi depois escolhido pela Câmara Municipal em função dessas propostas, está devidamente adaptado às necessidades do número de alunos da freguesia e dota-a dos melhores e modernos instrumentos para a condução do processo de ensino aprendizagem.

A semana de férias escolares foi aproveitada para ser feita a mudança de alguns processos e outros materiais dos três espaços escolares atuais, bem como as últimas arrumações de mobiliário e equipamentos informáticos, estando agora tudo a postos para abrir portas aos alunos do pré-escolar e 1º ciclo, bem como do espaço do ATL.

1 COMENTÁRIO

  1. D. Pedro IV (1798-1834)
    Rei de Portugal entre 1826 e 1834, D. Pedro IV, O Libertador, foi o primeiro imperador do Brasil. Viajou para o Brasil com a restante família real em 1807, logo após a primeira invasão francesa. Na sequência da Revolução de 1820, em Portugal, as Cortes determinam o seu regresso à metrópole, mas D. Pedro recusa-se a embarcar para a Europa. Foi então que, como líder do movimento independentista daquela colónia, decide proclamar junto às margens do rio Ipiranga a independência do Brasil (1822). Logo depois é proclamado imperador do Brasil.

    Após a morte de seu pai D. João VI, em 1826, D. Pedro é designado rei de Portugal pela regente D. Isabel Maria e outorga aos portugueses a Carta Constitucional de 1826. Quis abdicar em favor de sua filha, D. Maria da Glória (futura rainha D. Maria II), mas a guerra civil travada entre liberais, liderados por D. Pedro, e absolutistas, liderados por seu irmão D. Miguel, que também pretendia o trono, adiou a coroação de D. Maria até 1834.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: