8.3 C
Castelo Branco
Segunda-feira, Maio 10, 2021
No menu items!
InícioNacionalProjeto europeu quer desenvolver estratégia de mitação de captura acidental de cetáceos

Projeto europeu quer desenvolver estratégia de mitação de captura acidental de cetáceos

Investigadores portugueses integram um projeto que visa desenvolver, juntamente com Espanha e França, uma estratégia de avaliação, monitorização e mitigação da captura acidental de cetáceos na região do Golfo da Biscaia e Costa Ibérica, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) da Universidade do Porto — uma das entidades portuguesas que integra o projeto — explica que o mesmo tem como principal objetivo “reduzir a captura acidental de cetáceos em atividades de pesca na União Europeia”.

Nesse sentido, o projeto, intitulado CetAMBICion e coordenado pelo Conselho Superior de Investigações Científicas espanhol (CSIC), vai reforçar a colaboração e investigação científica entre os três países para avaliar o estado das populações de cetáceos.

Entre as espécies prioritárias do projeto destacam-se o golfinho-comum, o boto, o roaz, a orca, a baleia-comum, a baleia-anã e o zífio.

Ao longo dos próximos dois anos, o projeto vai atualizar o conhecimento científico sobre a distribuição e abundância de cetáceos, o impacto da atividade da pesca e avaliar as medidas de mitigação implementadas no Golfo de Biscaia e Costa Ibérica para “alcançar o bom estado ambiental no âmbito da Diretiva Quadro Estratégia Marinha (DQEM).

Além de aprofundar o conhecimento científico sobre a distribuição, ‘habitat’, abundância, características demográficas e taxas de mortalidade destas espécies, o projeto vai propor medidas técnicas tendo em vista a redução das capturas.

“As atividades previstas serão desenvolvidas em estreita colaboração com o setor pesqueiro”, acrescenta o CIIMAR.

O projeto envolve 15 parceiros de administrações públicas e organismos públicos de investigação e de conservação, em colaboração com o setor pesqueiro e Organizações Não Governamentais de Ambiente (ONGA).

Além o CIIMAR, em Portugal integram o projeto a Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e a Universidade do Algarve (UAlg).

Espanha participa no projeto através da Fundação AZTI, Fundação Biodiversidade (FB), Instituto Espanhol de Oceanografia (IEO), Secretaria-Geral da Pesca (SGP) e a Secretaria do Estado do Meio Ambiente.

Já França é representada pelo Ministério da Transição Ecológica (TEM), da Universidade de La Rochelle e do Gabinete Francês da Biodiversidade.

O CetAMBICion encontra-se na Diretiva Quadro Estratégia Marinha da Comissão Europeia e desenvolve-se de acordo com a Diretiva Habitats e da Política Comum das Pescas.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: