10.1 C
Castelo Branco
Domingo, Agosto 1, 2021
No menu items!
InícioNacionalCarros Elétricos Com Mais Funções e Estradas Mais Adaptadas

Carros Elétricos Com Mais Funções e Estradas Mais Adaptadas

Vai ser mais fácil aproveitar ter um carro elétrico. A Hyundai e a Volkswagen preparam-se para lançar carros elétricos que conseguem servir de carregamento a outros veículos semelhantes, enquanto as estradas portuguesas se estão a abastecer de postos de carregamento.

Já não é novidade que os carros elétricos oferecem uma boa alternativa em termos de combustível e têm impacto no que diz respeito a questões de preocupação climática.

Apesar de já ser uma solução disponível há alguns anos (e que até tem incentivos do Estado para a sua aquisição), ainda há muito por fazer para que seja mais confortável ter um carro elétrico. É por isso que a Hyundai e a Volkswagen querem melhorar as funcionalidades dos seus produtos que se inserem neste tipo de veículo.

Estas marcas vão passar a incorporar nos seus carros elétricos a possibilidade de estes carregarem outros automóveis semelhantes. Até agora, são poucas as soluções que oferecem mais do que a capacidade de serem carregados junto de uma fonte de energia ou posto público de carregamento. Esta função estará disponível nos próximos carros a serem lançados em breve.

Esta tecnologia tem o nome de carregamento bidirecional, já que vai permitir que os carros elétricos usem as baterias para mais situações do que apenas para servirem de alimento ao próprio veículo. Ou seja, conseguirá ser usada de alimentação para outros carros, mas também para carregar outros equipamentos e até casas que estejam preparadas para este tipo de funcionalidade.

A Hyundai vai incorporar esta opção no seu novo Ioniq 5, a ser lançado nos próximos dias, enquanto a Volkswagen anunciou que irá integrar este tipo de carregamento a partir do próximo ano, segundo o Electrek. De momento, a Nissan Leaf já oferece esta solução no mercado de veículos. Já a Tesla referiu que pretende implementar esta tecnologia com apenas uma atualização nos carros já existentes.

Para além destas novas funcionalidades, existe ainda a necessidade de as estradas estarem devidamente adaptadas para que se possam percorrer grandes distâncias com estes veículos. É que, para além de se ter de disponibilizar postos públicos de carregamento, o pagamento do serviço tem de ser fácil e prático. Segundo o estudo do Tribunal de Contas europeu, estes dois pontos estão em falha. Esta análise foi feita entre 2014 e 2020 e estudou o investimento em infraestruturas nesta área, sendo que Portugal também foi incluído neste relatório e não cumpre com as metas de carregadores.

De forma a melhorar esse panorama, foram instaladas na rede elétrica 443 tomadas nos primeiros dois meses e meio de 2021. Segundo Luís Barroso, CEO da Mobi.E, “aumentámos em quase 15%” da rede elétrica disponível para carregamento. A sociedade gestora da rede de mobilidade elétrica está no mercado desde julho de 2020 e o seu objetivo é que no final de 2021 cerca de 308 concelhos sejam atingidos pelo projeto. Para Luís Barroso, esta iniciativa “dá uma nova confiança na rede pública porque para onde quer que se desloquem encontrarão um posto de carregamento público.”

Também a Brisa está a reforçar os postos de carregamento nas autoestradas portuguesas. Em parceria com as empresas de distribuição de combustíveis, a Brisa está a instalar 80 postos de carregamento rápido ou super-rápido, que permitem que, em 10 a 20 minutos, se carregue totalmente o automóvel elétrico em 20 áreas de serviço. “Já este verão vai deixar de existir, se quiser, a desculpa para não fazer a viagem de férias num automóvel elétrico na rede de autoestradas da Brisa”, disse António Pires de Lima, CEO da Brisa.

Intermediação de Crédito Automóvel Com Soluções Para Elétricos

Estas são boas notícias para quem quer adquirir um veículo elétrico. Atualmente, quem precisa de um crédito automóvel para essa finalidade já pode contar com soluções específicas para este tipo de carro. Aliás, é através da intermediação de crédito que se consegue fazer uma comparação entre várias propostas de empréstimos automóveis, abrangendo as entidades financeiras que têm essas opções feitas para este propósito.

Algumas entidades financeiras já reduziram as taxas de juro para a compra de carros elétricos, para além de serem aplicadas vantagens fiscais. Isto porque não se paga Imposto Sobre Veículos (ISV) nem Imposto Único de Circulação (IUC), para além de se receber incentivos à compra através da isenção fiscal em sede de Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC).

Como já não é preciso ir ao banco para seguir com a compra de um carro, muitos foram os portugueses que pediram crédito automóvel através de um intermediário, querendo esse tipo de acompanhamento e indicação. Segundo o Banco de Portugal, os intermediários de crédito foram responsáveis por cerca de 90% do montante de crédito automóvel entre 2015 e 2020.

Nos últimos anos, o peso da atividade dos intermediários de crédito tem vindo a crescer, com esta atividade a ter um papel especialmente importante no setor automóvel. De acordo com o relatório do Banco de Portugal, atualmente existem 5.079 intermediários registados junto do regulador, sendo apenas estas as entidades autorizadas a conceder crédito legalmente no país. É possível aceder à lista de intermediários vinculados registados no BdP para que exista uma verificação de autenticidade.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: