29.4 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Agosto 4, 2021
No menu items!
InícioCulturaAldara Bizarro estreia performance que lança reflexão sobre acolhimento aos migrantes

Aldara Bizarro estreia performance que lança reflexão sobre acolhimento aos migrantes

A ‘performance’ “Foguete de Emergência #6” da coreógrafa Aldara Bizarro, que reúne em palco seis migrantes a viver em Lisboa, estreia-se no sábado, para lançar a reflexão sobre o contexto desta situação política e social na Europa.

Coproduzida pela Associação Renovar a Mouraria, que promove iniciativas comunitárias, e a cooperativa cultural Largo Residências, a ‘performance’ foi criada numa residência intensiva de cinco dias, realizada no início de abril, e é inspirada na “Enciclopédia dos Migrantes”.

A “Enciclopédia dos Migrantes” é um projeto experimental artístico da iniciativa de Paloma Fernández Sobrino, que visa produzir uma enciclopédia reunindo 400 testemunhos de histórias de vida de migrantes, e partiu do bairro Blosne, em Rennes, França, para uma rede de oito cidades da costa atlântica da Europa, entre a Finisterra bretã e Gibraltar.

Com direção artística de Aldara Bizarro e direção musical de Pedro Salvador, o elenco de “Foguete de Emergência #6” é composto por António Vasconcelos (Angola), Abubacar Balde (Congo), Margarita Sharapova (Rússia), Rosi Ferh (Brasil), Sabee Shrestha (Nepal) e Yanick Matondo (Guiné-Bissau).

Com esta ‘performance’, a coreógrafa Aldara Bizarro pretende promover uma reflexão política e social sobre a situação dos migrantes na Europa, e também “despertar a atenção coletiva para valores como hospitalidade e empatia”, segundo uma nota da produção sobre o novo trabalho da artista.

As apresentações realizam-se no sábado, na iniciativa “Dias da Liberdade da Junta de Freguesia de Arroios”, no Mercado de Culturas, às 11:00, e, no domingo, no âmbito do Festival Política, no Cinema São Jorge, às 11:15, com entradas gratuitas, e lotação limitada, devido ao contexto da pandemia covid-19.

“Foguete de Emergência” é um projeto europeu coordenado pela L’Âge de la Tortue, numa iniciativa da artista Paloma Fernández Sobrino, como parte do programa Erasmus+.

Iniciativa transnacional, tem desenvolvimento em Rennes (França), Barcelona (Espanha), Bruxelas (Bélgica), Istambul (Turquia), Lisboa (Portugal) e Milão (Itália), através dos parceiros L’Âge de la Tortue, Universidade Rennes 2, Effecto Larsen, Universidade Galatarasay, CIFAS, Ariadna, Renovar a Mouraria e Culture 21.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: