8.3 C
Castelo Branco
Segunda-feira, Maio 10, 2021
No menu items!
InícioCulturaDia do Livro: Há um poeta que há 11 semanas entrega “poemas...

Dia do Livro: Há um poeta que há 11 semanas entrega “poemas quentinhos ao domicílio todas as manhãs”

Ontem destacou o livro como espaço de liberdade 

“Ai que prazer / Não cumprir um dever, / Ter um livro para ler / e não o fazer!”.

É com a ironia das palavras de Fernando Pessoa no poema “Liberdade” que a rubrica “Como pão para a boca” celebrou ontem o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor.

No 55º episódio desta iniciativa que entrega “poemas quentinhos ao domicílio todas as manhãs”, através das redes sociais, Nuno Garcia Lopes escolhe o emblemático texto pessoano para enfatizar o facto de que o livro continua a ser um dos maiores espaços de liberdade que temos ao nosso dispor, quer pelo conteúdo, quer enquanto objecto portátil de transmissão de conhecimento. 

A iniciativa “Como pão para a boca” foi lançada em Fevereiro, para “oferecer um momento de satisfação àqueles que estão privados do acesso às bibliotecas e aos outros espaços culturais, mostrando que a cultura está viva e que também é, a seu modo, uma arma contra a pandemia”.

De segunda a sexta-feira, todas as manhãs, o poeta e divulgador literário lança no facebook, instagram e youtube um vídeo com a leitura de um poema, num formato assumidamente caseiro, quer pelas imposições do confinamento, quer como forma de sublinhar que a intervenção artística e cultural pode acontecer independentemente de todos os grilhões que nos prendam.  

A rubrica conta com diversos parceiros, nomeadamente bibliotecas, algumas delas escolares, e municípios, que fazem também a partilha através das suas páginas.

Destaque ainda para a ilustração do genérico, criada por Duarte Carolino, vencedor do Prémio de Ilustração Infantil Pingo Doce de 2020. 

Os vídeos, em que há também a preocupação de apresentar clássicos, muitos deles esquecidos ou desconhecidos, ficam igualmente disponíveis em www.nunogarcialopes.pt.

Por outro lado, a rubrica começou a ganhar espaço fora do seu âmbito, com pedidos de episódios especiais por parte de algumas entidades ou funcionando como recurso para actividades em ambiente escolar ou de biblioteca. 

Alguns episódios: 

“O visionário” ou “Som e cor” (soneto I), de Gomes Leal – https://youtu.be/Duul08gvmRc 

“Dona Vanda” – António Torrado – https://youtu.be/0sCLj0-ywnk 

“As leis do povoamento” – José Carlos Barros – https://youtu.be/M7mKonsb_Wk 

“Metempsicose” – Antero de Quental – https://youtu.be/CVyUC1aeUuw 

Toda a rubrica: www.nunogarcialopes.pt 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: