22.8 C
Castelo Branco
Terça-feira, Outubro 19, 2021
No menu items!
InícioNacionalHortense Martins salienta importância dos investimentos no SNS para o combate à...

Hortense Martins salienta importância dos investimentos no SNS para o combate à pandemia

A Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PS Hortense Martins destacou, no Parlamento, os bons resultados da resposta do Serviço Nacional de Saúde no combate à pandemia, salientando a importância do investimento no reforço da capacidade laboratorial e nas unidades de medicina intensiva em todo o país, incluindo no distrito de Castelo Branco.

A parlamentar do PS, que intervinha na audição parlamentar da Ministra da Saúde Marta Temido, no passado dia 19, começou por realçar “o sucesso do processo da vacinação”, assim como as “boas notícias” anunciadas sobre o início da vacinação dos reclusos e restantes funcionários dos estabelecimentos prisionais.

Realce ainda para os progressos desenvolvidos nas escolas em que estão vacinados quase todos os professores e funcionários das escolas.

“Contrariamente às vozes agoirentas, que só invocam o inconseguimento, os profissionais de saúde conseguiram, o SNS conseguiu, Portugal conseguiu”, afirmou a deputada eleita pelo círculo eleitoral de Castelo Branco.

Para Hortense Martins, “tal deveu-se ao facto de termos reforçado o SNS em termos orçamentais e também em termos de recursos humanos, cumprindo assim os compromissos assumidos com os partidos que aprovaram este orçamento, e sabemos que foi à esquerda com os votos contra da direita”.

A parlamentar apontou depois que, devido à pandemia, foi preciso “avançar significativamente no investimento em termos gerais, mas especificamente na medicina intensiva, quer   em   recursos   humanos, quer   em   equipamentos”, assim como no “reforço da capacidade instalação laboratorial” e em “parcerias com os municípios”.

Sabemos que as “camas em medicina intensiva aumentaram cerca de 24 por cento” no país.

Lembrando o investimento em curso nas unidades hospitalares do distrito de Castelo Branco, Hortense Martins pediu “o ponto da situação sobre os investimentos na Unidade Local de Saúde e no Centro Hospitalar da Cova da Beira”.

Na resposta, o Secretario de Estado da Saúde, Diogo Serra Lopes, realçou o Investimento realizado no Plano de Expansão Laboratorial na ULS de Castelo Branco, assim como a obra para a remodelação e ampliação da Unidade de Cuidados Intensivos.

Recorde-se que este investimento se justifica para dar cumprimento às recomendações da Comissão de acompanhamento da resposta nacional em medicina Intensiva.

Em relação à esperada ampliação do Bloco operatório do Hospital Amato Lusitano, o responsável adiantou que “estamos na fase de finalização do projeto de execução”, para a ampliação, remodelação e apetrechamento do bloco central operatório desta unidade hospitalar.

Fazendo o ponto da situação sobre a remodelação e ampliação global do Hospital Amato Lusitano, Diogo Serras Lopes avançou que se trata de um investimento importante.

“Este é um investimento de grande importância pois trata-se de remodelar, ampliar e modernizar o atual edifício do Hospital Amato lusitano”, frisou, explicando que o prazo final da obra foi prorrogado “devido a condicionantes decorrentes de atrasos pela pandemia”.

No que respeita ao investimento em curso no Centro Hospitalar da Cova da Beira, o governante referiu que “estará também concluído, embora a data de conclusão prevista fosse outubro de 2021”, no montante global de 255 996 euros.

Em relação à medicina intensiva naquele hospital, considerado pela deputada como  “crítica  e muito  importante”,  o responsável apontou que  está também a ser feito um investimento nesta  área,  tratando-se do  reforço   da  resposta  da  medicina Intensiva no âmbito da pandemia Covid-19 com um investimento de cerca de 810 mil euros que “já se realizou  em parte,  mas estando em desenvolvimento para a segunda  fase”.

Quanto à Unidade de Intervenção Cardiovascular da Beira Interior, Diogo Serras Lopes disse que este projeto está a ser estudado, tendo previsto um ·investimento de cerca de dois milhões e 498 mil euros para a construção de uma sala de hemodinâmica, uma sala de eletrofisiologia e uma sala de recobro e sistemas complementares.

Relativamente à unidade de Medicina Nuclear da Beira Interior, que está a ser construída na cidade do Fundão, é um investimento suportado na integra por fundos comunitários e pelo Município do Fundão.

Esta obra está em fase de execução do edifício, a que se seguirá depois a fase de equipamentos.

A deputada Hortense Martins concluiu relevando os importantes investimentos em curso na área da saúde nas unidades do Distrito de Castelo Branco, que serão fundamentais para o reforço da prestação de cuidados de saúde aos utentes deste distrito e para quem o visita.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: