24.4 C
Castelo Branco
Domingo, Junho 20, 2021
No menu items!
InícioRegionalBanco de Terras para Pastores quer impulsionar a produção de queijo DOP...

Banco de Terras para Pastores quer impulsionar a produção de queijo DOP da Beira Baixa

APQDCB desafia proprietários a dar nova vida aos terrenos abandonados

A APQDCB – Associação dos Produtores de Queijo do Distrito de Castelo Branco- está a implementar um Banco de Terras para Pastores e está à procura de terrenos que atualmente estejam desocupados para integrar esta ação. 

A área da iniciativa corresponde à área geográfica de produção do queijo da Beira Baixa DOP.

Carlos Godinho, Presidente da APQDCB afirma que “a iniciativa objetiva angariar terrenos que se encontram abandonados ou subvalorizados, e que tenham aptidão para o desenvolvimento da pastorícia, podendo, assim, os seus proprietários rentabilizar os mesmos através deste instrumento. Após a angariação de terrenos, os mesmos serão apresentados publicamente a potenciais empreendedores, para que estes os possam arrendar.”

Acrescenta ainda que “O Banco de Terras para Pastores objetiva identificar um conjunto de explorações agropecuárias, onde novos empreendedores possam iniciar e desenvolver a sua atividade, e acima de tudo, a um preço de arrendamento acessível à rentabilidade dessas atividades.”

O Banco de Terras para Pastores quer assim facilitar o acesso à terra a novos empreendedores rurais, que querem desenvolver a atividade pecuária de ovinicultura e/ou capricultura para a produção de leite para fabricação de Queijo da Beira Baixa DOP.

Ao mesmo tempo pretende-se combater o abandono e a degradação da paisagem e contribuir para o crescimento da economia rural.

É a oportunidade para os proprietários darem uma nova vida aos seus terrenos, através do arrendamento.

Os interessados só têm que preencher o formulário seguinte.

Posteriormente será agendada uma visita aos locais.

Esta é só a primeira fase da iniciativa. Após a seleção dos terrenos será constituído e lançado o Banco de Terras para Pastores.

Os empreenderes terão, assim, uma oportunidade para arrancar ou expandir os seus projetos.

O Banco de Terras para Pastores é uma iniciativa inserida no “Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro”, cofinanciado pelo CENTRO2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Rural.

Área abrangida DOP Queijo Beira Baixa

A área abrangida pela DOP Beira Baixa compreende os seguintes municípios: Fundão, Castelo Branco, Vila Velha de Ródão, Belmonte, Penamacor, Idanha-a-Nova, Oleiros, Proença-a-Nova, Sertã, Vila de Rei, Mação e pelas freguesias de aldeia de São Francisco, União de freguesias de Barco e Coutada, Boidobra, União de freguesias de Casegas e Ourondo, União de freguesias de Covilhã e Canhoso, Dominguiso, Ferro, Orjais, Peraboa, União de freguesias Peso e Vales do Rio, São Jorge da Beira, Sobral e São Miguel, Tortosendo, União de freguesias Teixoso e São Miguel, União de freguesias Vale Formoso e Aldeia do Souto do concelho da Covilhã.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: