18.8 C
Castelo Branco
Domingo, Setembro 26, 2021
No menu items!
InícioNacionalPlataforma de troca de bens criada pelo ISEC vence 1ª fase do...

Plataforma de troca de bens criada pelo ISEC vence 1ª fase do concurso ‘Link Me Up’

O projeto de cocriação envolve estudantes, docentes e a tecnológica Critical Software.O objetivo é combater as desigualdades sociais entre a comunidade académica do Politécnico de Coimbra. A aplicação GRRE(IN)IPC distinguida na 1ª fase irá representar Coimbra na fase final da competição em setembro.

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra – ISEC está a desenvolver uma aplicação para troca de produtos e bens essenciais – nomeadamente roupa, livros, equipamentos informáticos e eletrodomésticos – dentro da comunidade do Instituto Politécnico de Coimbra – IPC. ‘GRRE(IN)IPC – GIVE. RECEIVE. REQUEST. EXCHANGE in IPC’ é o nome deste projeto que venceu a 1ª fase do concurso Demola, o qual está inserido no programa ‘Link Me Up –1000 ideias’.

A aplicação GRRE(IN)IPC está a ser desenvolvida em parceria com estudantes e professores de mais duas escolas do IPC – a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra– ESTeSCe a Coimbra Business School | ISCAC – e com a tecnológica Critical Software, parceira do ISEC desde 2019.

“A GRRE(IN)IPC é uma aplicação destinada, principalmente, à comunidade carenciada do IPC e aos estudantes internacionais”, afirma Cristina Agreira, professora no ISEC e uma das coordenadoras do projeto.

“Esta plataforma irá permitir que estudantes, professores e funcionários das seis escolas do IPC possam adquirir gratuitamente os produtos disponíveis na aplicação, os quais serão doados por outros membros da comunidade IPC, ou trocá-los por outros que já não necessitem”.

Segundo o presidente do ISEC, Mário Velindro, a rede de parcerias criada pela instituição com várias empresas inovadoras a operar em Portugal tem sido essencial para desenvolver projetos com utilidade prática para a comunidade.

“Para além de reduzir as desigualdades sociais entre a comunidade das seis escolas do IPC, esta aplicação incentiva à redução da pegada ecológica, ao alargar o tempo de utilização dos produtos que, de outro modo, seriam descartados”, afirma.

“Uma das nossas prioridades tem sido colocar o ensino e a investigação aplicada que desenvolvemos no ISEC ao serviço da comunidade, em parceria com empresas como, neste projeto, a Critical Software”.

A equipa GRRE(IN) IPC é constituída por Pedro Gaspar (estudante do ISEC), Marco Filipe e Nuno Correia (alunos da ESTeSC), Soraia Sousa (aluna do ISCAC) e Fernanda Bresciani (aluna do Politécnico de Portalegre).

As professoras Cristina Agreira (ISEC) e Susana Paixão (ESTeSC) são facilitadoras do projeto.

A Critical Software é representada por Benjamim Cardoso.

O ‘Link Me UP – 1000 ideias’ é um programa de incentivo ao empreendedorismo que juntou estudantes e professores de 13 institutos politécnicos.

Os candidatos concorreram ao programa através de projetos inseridos no programa Demola – iniciativa de cocriação – ou no Poliempreende – vertente de empreendedorismo.

Ambas as iniciativas integram uma competição regional e, posteriormente, um concurso nacional, no qual irão competir os projetos selecionados de cada um dos 13 politécnicos.

O IPC irá concorrer ao concurso nacional do programa Demola – agendado para setembro –com a aplicação GRRE(IN)IPC, a qual também está a concurso para o programa Poliempreende, cujos vencedores da competição regional ainda não foram apurados.

 

 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: