28.3 C
Castelo Branco
Terça-feira, Agosto 3, 2021
No menu items!
InícioRegionalUBI em rede de promoção da saúde mental da Cova da Beira

UBI em rede de promoção da saúde mental da Cova da Beira

A parceria envolve a UBI, através do Centro Académico Clínico das Beiras, entidades de saúde e três autarquias

A Universidade da Beira Interior (UBI) faz parte de um conjunto de entidades que vão trabalhar em conjunto na promoção da saúde mental nos três municípios da Cova da Beira.

O convénio, intitulado “Promoção de Saúde Mental na Cova da Beira – Protocolo de Trabalho em Rede”, foi assinado esta terça-feira, dia 6 de julho, e está associado a uma Declaração Colaborativa das instituições envolvidas, que visa aumentar os instrumentos de resposta aos problemas relacionados com a saúde mental.

Além da UBI, representada pelo Centro Académico Clínico das Beiras (CACB), fazem parte do projeto a Administração Regional de Saúde do Centro, Agrupamento de Centros de Saúde Cova da Beira, o Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira e as câmaras municipais de Belmonte, Covilhã e Fundão.

Pretende-se com esta parceria, inédita a nível nacional, inovar nos cuidados de saúde mental através da adoção de modelos modernos, simplificação de processos, aprendizagem através dos casos e aumento da eficiência e eficácia da vigilância nos cuidados prestados nos centros de saúde e no hospital.

Pretende-se ainda desenvolver as equipas das entidades, na abordagem à área da saúde mental.

Outra das metas passa por desenvolver uma rede de intervenção atual, inclusiva e inovadora, baseada numa abordagem comunitária e biopsicossocial de prevenção, intervenção, tratamento e reabilitação da saúde mental, para dar a resposta a situações de exclusão e de vulnerabilidade social, atuando na causa.

O cumprimento deste último objetivo será feito através do protocolo de “Promoção de Saúde Mental na Cova da Beira – Protocolo de Trabalho em Rede”, que define as tarefas dos diversos parceiros.

Inclui o desenvolvimento de apoio científico e investigação, identificação e sinalização de doentes vulneráveis, deteção precoce de fatores de risco, criação de canais de comunicação, articulação entre os diversos níveis de cuidados de saúde, formação de equipas e promoção de apoios económicos.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: