9 C
Castelo Branco
Sábado, Dezembro 4, 2021
No menu items!
InícioRegionalUBI em rede de promoção da saúde mental da Cova da Beira

UBI em rede de promoção da saúde mental da Cova da Beira

A parceria envolve a UBI, através do Centro Académico Clínico das Beiras, entidades de saúde e três autarquias

A Universidade da Beira Interior (UBI) faz parte de um conjunto de entidades que vão trabalhar em conjunto na promoção da saúde mental nos três municípios da Cova da Beira.

O convénio, intitulado “Promoção de Saúde Mental na Cova da Beira – Protocolo de Trabalho em Rede”, foi assinado esta terça-feira, dia 6 de julho, e está associado a uma Declaração Colaborativa das instituições envolvidas, que visa aumentar os instrumentos de resposta aos problemas relacionados com a saúde mental.

Além da UBI, representada pelo Centro Académico Clínico das Beiras (CACB), fazem parte do projeto a Administração Regional de Saúde do Centro, Agrupamento de Centros de Saúde Cova da Beira, o Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira e as câmaras municipais de Belmonte, Covilhã e Fundão.

Pretende-se com esta parceria, inédita a nível nacional, inovar nos cuidados de saúde mental através da adoção de modelos modernos, simplificação de processos, aprendizagem através dos casos e aumento da eficiência e eficácia da vigilância nos cuidados prestados nos centros de saúde e no hospital.

Pretende-se ainda desenvolver as equipas das entidades, na abordagem à área da saúde mental.

Outra das metas passa por desenvolver uma rede de intervenção atual, inclusiva e inovadora, baseada numa abordagem comunitária e biopsicossocial de prevenção, intervenção, tratamento e reabilitação da saúde mental, para dar a resposta a situações de exclusão e de vulnerabilidade social, atuando na causa.

O cumprimento deste último objetivo será feito através do protocolo de “Promoção de Saúde Mental na Cova da Beira – Protocolo de Trabalho em Rede”, que define as tarefas dos diversos parceiros.

Inclui o desenvolvimento de apoio científico e investigação, identificação e sinalização de doentes vulneráveis, deteção precoce de fatores de risco, criação de canais de comunicação, articulação entre os diversos níveis de cuidados de saúde, formação de equipas e promoção de apoios económicos.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: