10.1 C
Castelo Branco
Domingo, Agosto 1, 2021
No menu items!
InícioCulturaResidência Artística “Transient Boundaries” de Frederico Dinis, dias 12.07.2021 e 16.07.2021, na...

Residência Artística “Transient Boundaries” de Frederico Dinis, dias 12.07.2021 e 16.07.2021, na Covilhã

Festival Y#17-festival de artes performativas, uma organização Quarta Parede

Sinopse

Transient Boundaries” é um projeto de investigação e de criação artística (practice-as-research) inspirado no património material e imaterial associado aos lanifícios da Covilhã e que se enquadra na área da performance audiovisual site-specific.

Esta residência artística tem como propósito a criação de uma performance a apresentar em setembro próximo e que explora a natureza diversa do som e sua relação com a imagem, estabelecendo uma ponte com a reconstrução de uma envolvente sensorial que remete para lugares (des)conhecidos e procura gerar interpretações diversas.

Ficha Artística

Conceito, gravação, edição, som, imagem e composição: Frederico Dinis I Produção: Quarta Parede – Festival Y#17 I Apoio: Quarta Parede, Pensamento Voador, CEIS20 – Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX, ObEMMA – Observatory of Electronic Music and Media Art

Área artística: arte site-specific

Sobre Frederico Dinis

Investigador, artista audiovisual, artista sonoro e compositor que procura representar um espaço-tempo figurativo, combinando narrativas sonoras e visuais com espaços incomuns, muitas vezes desenvolvidos em colaboração com artistas visuais, dançarinos, coreógrafos, intérpretes, músicos e curadores.

O seu trabalho artístico é enquadrado na área de performance sonora e visual e procura fomentar processos audiovisuais que se movem entre passado e presente, comunidade e indivíduo, e entre tipos específicos de performatividade.

Reflete sobre a importância de contextos específicos do local e do sentido do lugar, e a relação entre performatividade e representação da memória, tomando como ponto de partida a interação com espaços, e a apropriação de memórias e discursos.

Procura gerar diferentes interpretações e emoções ambíguas através do diálogo entre som e imagem, permitindo ao espectador experimentar uma imersão contemplativa, a fim de ser transportado para lugares que ele não conhece ou reconhece.

Como artista a solo, lançou sete obras de música eletrónica ambiente.

Suas sonoridades são híbridas e integram um conjunto de influências: ambiente, drone, paisagem sonora, soft noise e o minimal electronic.

As suas composições baseiam-se em gravações de campo, texturas atmosféricas e padrões em evolução, marcados por ritmos fragmentados.

  1. slower pace of existence (CD, flying thoughts recordings)
  2. perhaps only as a memory reconstructed (Cassette, flying thoughts recordings)
  3. sinuous sensations hypnotic emotions (CD Box – 7 CDs, flying thoughts recordings)
  4. perhaps only as a memory (CD, flying thoughts recordings)
  5. fragments of emotions (CD, flying thoughts recordings)
  6. chilled winter sunrise (CD, flying thoughts recordings)
  7. gentle breeze at sunset (CD, flying thoughts recordings)

Para aceder aos álbuns ea mais informações sobre Frederico Dinis: https://fredericodinis.wordpress.com

O Festival Y#17 é organizado pela Quarta Parede e financiado pelo Governo de Portugal – Cultura/ Direção-Geral das Artes, Câmara Municipal da Covilhã, Câmara Municipal de Castelo Branco, Fundação INATEL e ADC – Águas da Covilhã.

O programa pode ser consultado em http://www.quartaparedecovilha.wordpress.com

*Foto: Frederico Dinis © CCV, Guimarães

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: