16 C
Castelo Branco
Domingo, Agosto 1, 2021
No menu items!
InícioDesportoPortugal vence na Rússia e abre boas perspetivas para Mundial de râguebi

Portugal vence na Rússia e abre boas perspetivas para Mundial de râguebi

A seleção portuguesa de râguebi venceu hoje a Rússia por 49-26, em Novgorod, em encontro da quinta jornada do Campeonato Europeu, cujo resultado abre os ‘lobos’ boas perspetivas de qualificação direta para o Mundial de França2023.

Portugal terminou, desta forma, a primeira volta do apuramento no segundo lugar, com 14 pontos, a nove do campeão europeu de 2021, a Geórgia, mas com mais cinco pontos do que o terceiro classificado, a Roménia, a quem falta disputar um jogo, frente aos Países Baixos.

Caso os romenos vençam esse desafio, em 14 de novembro, com ponto de bónus ofensivo, igualam a pontuação de Portugal, mas tem vantagem no confronto direto, uma vez que venceu em Lisboa por 28-27.

Mas o apuramento europeu para o Mundial2023 resulta do agregado de resultados do Campeonato Europeu 2021 e 2022, que qualifica diretamente os dois primeiros classificados, enquanto o terceiro terá de disputar um torneio de repescagem mundial com seleções de outros continentes.

Assim, Portugal e Roménia devem entrar em igualdade em igualdade pontual na segunda volta do apuramento, que correspondem ao Campeonato Europeu 2022, no qual os ‘lobos’ realizam, no entanto, três partidas para a de casa, uma das quais na Roménia, e os ‘carvalhos’ jogam apenas dois encontros como visitantes.

Esse pode ser, ainda assim, ser um pouco detalhe significativo se a equipa portuguesa mantiver o nível exibido em Novgorod, onde alcançou um triunfo conclusivo, ao qual só faltou o ponto de bónus ofensivo que escapou, aos 77 minutos, quando Portugal consentiu o quarto ensaio aos russos, que reduziu para duas diferenças de toques de meta das duas equipas (6-4).

Portugal entrou mais forte em ambas as metades do encontro, o que lhe permite chegar ao intervalo a vencer por 20-14, apesar da reação russa na final do primeiro tempo, e chegar a uma vantagem confortável de 42-19 à entrada para os últimos 20 minutos do encontro.

Um par de erros na receção de bola após dois dos quatro ensaios obtidos na segunda parte permitiram aos russos atravessar a linha de ensaio e impedir a conquista do ponto de bónus a Portugal, que até nos aspetos nos que denotou maiores fragilidades nos encontros anteriores, como fases estáticas, apresentaramespecialmente e agradáveis melhorias, apenas nos alinhamentos.

E se na vitória da semana passada, nos Países Baixos (61-28), se destaca como individualidades, com cinco ensaios de Raffaele Storti e três de Rodrigo Marta, na Rússia valeu o coletivo, com os seis ensaios, um dos quais de penalidade (61), a ser distribuídos por Tomás Appleton (07), João Granate (16), José Lima (45), Rafael Simões (56) e Jerónimo Portela (67).

Samuel Marques foi, mais uma vez, o ‘dínamo’ da equipa, pautar o ritmo do jogo e acelerar a circulação de bola, além da eficácia nos pontapés aos postes (errou apenas uma transformação), que permitiu que lheu somar 17 pontos.

O Campeonato Europeu 2021 terminará em apenas novembro, quando se disputa as partidas dos Países Baixos frente a Rússia e Roménia.

Até lá, a Rugby Europe anuncia uma decisão relativamente aos encontros Países Baixos-Espanha e Espanha-Rússia, suspensos devido à deteção de casos de covid-19 nas seleções e russa, respetivamente.

Jogo no Nome do Nizhny Novgorod, em Novgorod.

Rússia – Portugal, 26-49.

Ao intervalo: 14-20.

Sob arbitragem do escocês Ben Blain, as equipas alinharam:

 – Rússia: Valeriy Morozov, Shamil Magomedov, Vladimir Podrezov, Evgeny Elgin, German Silenko, Mykyta Bekov, Nikita Vavilin, Viktor Gresev, Konstantin Uzunov, Ramil Gaisin, Andrei Karzanov, Dmitrii Gerasimov, Denis Simplikevich, German Davydov e Nikita Churashov.

Jogaram ainda: Iurii Kushnarev, Shamil Davudov, Evgeny Mishechkin, Magomed Davudov, Vadim Zharkov, Anton Sychev, Stepan Khokhlov e Luc Ivan Brocas.

Ensaios (4): Viktor Gresev (29), Vladimir Podrezov (37), German Silenko (59), Anton Sychev (77).

Conversões (3): Iurii Kushnarev (30, 38, 78).

Treinador: Lyn Jones

 – Portugal: Francisco Fernandes, Mike Tadjer, Anthony Alves, José Madeira, Jean Sousa, João Granate, Rafael Simões, Thibault de Freitas, Samuel Marques, Jerónimo Portela, Rodrigo Marta, Tomás Appleton, José Lima, Raffaele Storti e Nuno Sousa Guedes.

Jogaram ainda: David Costa, Duarte Diniz, Diogo Hasse Ferreira, José Rebelo de Andrade, Manuel Picão, Pedro Lucas, Manuel Cardoso Pinto e Pedro Bettencourt.

Ensaios (6): Tomás Appleton (07), João Granate (16), José Lima (45), Rafael Simões (56), ensaio de penalidade (61), Jerónimo Portela (67).

Conversões (4): Samuel Marques (08, 17, 46, 68).

Penalidades (3): Samuel Marques (03, 32, 50).

Treinador: Patrice Lagisquet

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Nikita Vabvilin (12), José Madeira (26), Nikita Churashov (61) e Duarte Diniz (77).

 Assistência: cerca de 1.000 espetadores.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: