17.1 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Setembro 23, 2021
No menu items!
InícioRegionalCensos2021: Açores perdem população em todos os concelhos menos na Madalena do...

Censos2021: Açores perdem população em todos os concelhos menos na Madalena do Pico

Os Açores registaram uma quebra de população residente de 4,1% desde 2011, segundo os dados preliminares dos Censos 2021 revelados hoje, com o concelho da Madalena, na ilha do Pico, a ser o único a registar crescimento (4,7%).

O arquipélago tinha 246.772 habitantes em 2011 e perdeu 10.115 no espaço de 10 anos, o equivalente a 4,1%, tendo agora 236.657 residentes.

A região foi a quarta no país a perder mais população, a seguir ao Alentejo (6,9%), Madeira (6,2%) e Centro (4,3%).

Os decréscimos mais acentuados de população registaram-se nos concelhos de Santa Cruz das Flores (11,7%), Nordeste, na ilha de São Miguel (11,4%), e Corvo (10,2%), a mais pequena ilha dos Açores.

O concelho da Madalena, na ilha do Pico, foi a exceção, com um crescimento de 4,7%, passando de 6.049 residentes para 6.332.

A Madalena foi também o município do país que registou o maior aumento do número de alojamentos destinados à habitação (13,5%).

Os Açores são a região do país que registou os maiores acréscimos no número de edifícios e de alojamentos destinados à habitação (2,8%).

Foi também no arquipélago que se verificou a dimensão média dos agregados mais elevada (2,8 pessoas).

Apesar da redução de população, a região foi a que registou a segunda maior subida no número de agregados (4,5%), tendo agora 85.514.

Já o número médio de alojamentos por edifício nos Açores é um dos mais baixos do país (1,1), a seguir ao Alentejo.

Entre 2001 e 2011, os Açores tinham registado um crescimento de população residente de 1,79%, ainda que esse aumento se tenha verificado apenas em sete dos 19 concelhos do arquipélago.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: