2.8 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Janeiro 26, 2022
No menu items!
InícioRegionalDeteção precoce e prevenção da leucemia na população adulta do concelho de...

Deteção precoce e prevenção da leucemia na população adulta do concelho de Coimbra

A Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), em conjunto com profissionais de saúde, está a realizar um estudo que visa a deteção precoce de leucemia a pessoas maiores de 18 anos inscritas nos centros de saúde do concelho de Coimbra.

Este estudo faz parte do projeto IDIAL-NET, um projeto inovador e colaborativo entre Portugal e Espanha, intitulado “Rede Transfronteiriça de Inovação no Diagnóstico Precoce da Leucemia para um envelhecimento saudável”, no qual participa uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, bem como a Administração Regional de Saúde Centro (ARSC).

Os interessados em participar neste programa de deteção da leucemia devem entrar em contacto com o seu médico de família.

O agendamento para colheita de sangue é efetuado pelo médico de família e a colheita do sangue é realizada na Faculdade de Medicina (Pólo 3, junto ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, CHUC) por profissionais de saúde experientes.

Liderado pela Fundacion de Investigacion del Cáncer da Universidad de Salamanca (FICUS), o projeto é desenvolvido no âmbito da IDIAL-NET, uma rede multidisciplinar na área de medicina preventiva populacional, financiada pela União Europeia em 1,15 milhões de euros, através programa INTERREG/POCTEP, que visa promover o envelhecimento saudável e ganhos em saúde em ambas as regiões (região Centro de Portugal e Leão e Castela de Espanha), apostando na prevenção e deteção precoce da leucemia linfocítica crónica (LLC), a leucemia mais frequente no mundo ocidental, bem como das complicações da doença.

Este estudo pretende ainda «melhorar o conhecimento sobre os mecanismos moleculares envolvidos no desenvolvimento e progressão da linfocitose B monoclonal (MBL), uma doença benigna que pode preceder o desenvolvimento da LLC.

A identificação precoce desta entidade poderá promover o desenvolvimento de programas de monitorização minimamente invasivos essenciais para um envelhecimento saudável», explica Ana Bela Sarmento Ribeiro, docente da FMUC e coordenadora do projeto em Portugal.

«Caso o resultado da análise seja positivo (deteção da alteração no sangue), o médico de família, em articulação com médicos hematologistas do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), fará o acompanhamento clínico», esclarece.

Colaboram no projeto médicos e outros profissionais de saúde e investigadores altamente especializados nas áreas da saúde pública, oncologia, hematologia, envelhecimento, genética e diagnóstico laboratorial e com vasta experiência em robótica e desenvolvimento de dispositivos médicos.

Mais informação sobre o projeto IDIAL-NET está disponível em: http://idialnet.usal.es/pt/projeto/.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: