2.8 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Janeiro 26, 2022
No menu items!
InícioRegionalHerdade Grande Garrafeira. Vinhos únicos, em tributo aos 75 anos de António...

Herdade Grande Garrafeira. Vinhos únicos, em tributo aos 75 anos de António Lança

  • A casa centenária da Vidigueira acaba de anunciar novos topos-de-gama, os Herdade Grande Garrafeira, que homenageiam os 75 anos de vida de António Lança. Um pioneiro dos vinhos no baixo Alentejo, que está, igualmente, a celebrar 25 anos enquanto produtor. Edições exclusivas de 650 garrafas (Branco e Tinto) têm um preço de 80,00€ e já estão disponíveis no mercado

António Lança, carismático agrónomo alentejano, fundou na Herdade Grande o património vitivinícola que hoje distingue este produtor da Vidigueira.

Foi um dos pioneiros dos vinhos do Baixo Alentejo, primeiro enquanto produtor, depois começando a engarrafar esta marca tão emblemática – Herdade Grande, a designação da terra onde o seu avô fundou família, em 1920.

Agora, no momento em que assinala 25 anos do seu primeiro rótulo, e ainda como celebração do seu 75º aniversário, a Herdade Grande anuncia novos topos-de-gama, os Herdade Grande Garrafeira, que se traduzem em dois vinhos de edição única, especiais, já disponíveis no mercado.

“São edições exclusivas, de apenas 650 garrafas (Branco e Tinto), vinhos inéditos que, até pelo seu processo, evocam os valores de tradição e experimentalismo sempre partilhados pelo meu pai, António Lança, responsável pela introdução de novas casta na Vidigueira. Esta é uma homenagem que muito nos orgulha e inspira”, explica Mariana Lança, diretora geral da Herdade Grande, quarta geração da família Lança.

Diogo Lopes, o enólogo da casa, enquadra os novos vinhos.

“O Engenheiro António Lança, sempre no seu jeito apaixonado, desafiou-nos para criar algo único. Assim, graças à nossa experiência com as talhas, fundimos a identidade ancestral do pote barro, onde entraram as melhores uvas da nossa vinha velha, juntamente com a melhor barrica da colheita de 2019, um Viosinho de enorme destaque”, afirma, a propósito do Herdade Grande Branco Garrafeira 2019.

Para o Herdade Grande Tinto Garrafeira 2018, a inspiração foi semelhante.

“É um lote apuradíssimo do melhor Alicante Bouschet e do melhor Sousão, juntando ao que é emblemático do Alentejo mais uma variedade que António Lança introduziu de forma pioneira na região, com os resultados conhecidos. Seguiu-se depois o devido estágio em garrafa, a evocar a tradição dos Garrafeira. São vinhos que honram a pessoa, a história e a sua visão”, termina Diogo Lopes.

HG Garrafeira BT

Herdade Grande Branco Garrafeira 2019

Amarelo dourado. Aroma rico, de frutas como toranja e goiaba, associado a notas de especiarias, mineralidade e cera de abelha. Boca com pureza da fruta, textura e frescura num equilíbrio impressionante. Final longo e cremoso, mas vibrante e pleno de carácter.

Castas: Vinhas Velhas e Viosinho.

PVP recomendado:80,00€

Herdade Grande Tinto Garrafeira 2018

Cor granada concentrada. Aromas de bagos silvestres, compotas caseiras, leve tosta. Na boca mostra-se redondo e polido, de tanino latente saboroso, denotando juventude. De perfil tradicional, termina longo e elegante. Grande potencial de envelhecimento.

Castas: Alicante Bouschet e Sousão

PVP recomendado:80,00€

Recorde-se que a Herdade Grande é uma das mais emblemáticas propriedades alentejanas.

Sediada no Alentejo, a 5 Km da Vidigueira, e berço centenário da família Lança, que ali se instalou em 1920, a Herdade Grande tem uma forte tradição no sector agrícola e na viticultura.

A aposta na produção de vinho foi acentuada de forma estratégica, desde 1980, pelo atual proprietário, António Lança, carismático agrónomo que restruturou as vinhas existentes e desenhou o património de castas que hoje evolui no terroir Herdade Grande, ao longo de 60 hectares (capacidade de produção para 400.000 garrafas).

A visão inovadora e experimentalista levou à conjugação das variedades emblemáticas da região com as grandes castas nacionais e internacionais que, pela adaptabilidade e originalidade, melhor contribuem para a expressão genuína dos vinhos alentejanos.

Em 1997, a Herdade Grande começou a engarrafar os próprios vinhos, assumindo-se como um dos mais antigos e reputados projetos familiares da região.

Em 2020, ao assinalar o centenário, a Herdade Grande celebra a quarta geração da família Lança na gestão da propriedade, graças ao contributo de Mariana Lança, filha de António Lança, também ela agrónoma, com mestrado em Viticultura e Enologia, e uma apaixonada pela herdade que o seu bisavô descobriu em 1920.

 

 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: