7.6 C
Castelo Branco
Terça-feira, Janeiro 18, 2022
No menu items!
InícioNacionalOs vinhos da Niepoort também DÃO música

Os vinhos da Niepoort também DÃO música

A parceria entre Dirk Niepoort e Pierre Aderne, que nasceu com o Wine Album, regressa aos Coliseus do Porto e de Lisboa. É mais um exemplo de colaboração artística abraçada pela Casa Niepoort. O primeiro concerto acontece a 26 janeiro, no Porto. O vinho é para beber, mas a garrafa é para guardar (e para pôr a tocar).

Há muito que a Casa Niepoort cultiva as parcerias artísticas, com pintores, músicos ou ‘designers’.

Seja nas edições de Nat Cool, com as ilustrações de rótulos das garrafas, seja em colaborações artísticas que a Niepoort escolhe para se associarem a lançamentos, a Casa nascida no Douro praticou sempre uma filosofia de abertura para com outras áreas de criação.

Desta feita, 2022 vai juntar de novo dois maestros de áreas diferentes: Dirk Niepoort, do mundo do vinho, e Pierre Aderne, do mundo da música.

Este mês e até março, no Porto e em Lisboa, os Coliseus acolhem espetáculos da Rua das Pretas, em que serão servidas “músicas engarrafadas”.

Vai poder ouvir música como se estivesse na sala da sua casa, de copo de vinho na mão.

O vinho que vai embalar essas músicas lusófonas é o Nat Cool Dão 2020, uma edição limitada para a Rua das Pretas, que já está incluída no valor do bilhete para o concerto.

Este vinho descomplicado, versátil, elegante e fresco, reflexo do terroir nas encostas da Serra da Estrela em que é feito, poderá ser apreciado já no dia 26 de janeiro no Coliseu do Porto.

Dirk Niepoort, do mundo do vinho, e Pierre Aderne, do mundo da música

Será a estreia do grupo Rua das Pretas no Coliseu na Invicta, cidade mais próxima do Douro, que Dirk Niepoort habita há cinco gerações.

Dentro de um Coliseu em formato de arena de circo, limitado a 1000 lugares, para preservar o ambiente intimista do projeto Rua das Pretas, decorrerá o concerto, de copo de vinho na mão.

De uma garrafa Niepoort de 18 litros – uma garrafa Melchior – brotará vinho para todos os que quiserem beber um copo ao som da música.

Esta parceria artística tem contornos mais profundos.

Para levar mais longe a ideia de “um álbum em forma de garrafa”, no rótulo desta edição limitada encontra-se um QR Code através do qual se acede ao álbum de música.

Neste “Um copo de fado, dois de bossa nova – Magnum Edition”, encontra-se uma compilação de temas dos dois primeiros álbuns da Rua Das Pretas — incluindo canções do primeiro “The Wine Álbum”, idealizado por Pierre e Dirk na Quinta de Nápoles e gravado em Nova Iorque em 2018 – e quatro temas inéditos, que só se encontram nesta garrafa de vinho.

Em vez de uma mensagem dentro da garrafa, temos música. E vinho, claro.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: