7.8 C
Castelo Branco
Terça-feira, Maio 24, 2022
No menu items!
InícioDesportoMillennium Estoril Open: Estrela canadiana do Top 10 confirmada!

Millennium Estoril Open: Estrela canadiana do Top 10 confirmada!

FELIX AUGER-ALIASSIME NO MILLENNIUM ESTORIL OPEN

  • Actual 9º mundial do Ranking ATP
  • Recente quarto-finalista no Open da Austrália
  • Vencedor da ATP Cup em janeiro
  • 8 finais em torneios do ATP
  • Treinado por Toni Nadal

O jovem canadiano Felix Auger-Aliassime, atual número 9 do Ranking ATP, é o primeiro tenista confirmado para a sétima edição do Millennium Estoril Open — o maior evento tenístico nacional, organizado pela 3LOVE, entre 23 de abril e 1 de maio, nas instalações do Clube de Ténis do Estoril.

Depois de ganhar a ATP Cup em representação do Canadá, Felix Auger-Aliassime, de 21 anos, mostrou-se em grande forma no Open da Austrália e só sucumbiu diante do futuro finalista e número dois mundial Daniil Medvedev, num épico duelo de quase cinco horas e saldado pelos parciais 6-7, 3-6, 7-6, 7-5 e 6-4 — chegando mesmo a dispor de match point naquele que foi considerado um dos melhores encontros do torneio.

Foi o confirmar de todas as expectativas geradas anteriormente no seu percurso enquanto júnior e nas suas primeiras aparições no circuito profissional ao mais alto nível.

Será o regresso do canadiano ao nosso país, após a visita em 2018 — então com o estatuto de jovem promessa. “Estou muito feliz por voltar este ano ao Millennium Estoril Open, passei bons momentos lá em 2018, por isso, este ano decidi ir com a minha família. Quero que descubram este grande torneio, o ambiente incrível, o maravilhoso Hotel Cascais Miragem e a receção calorosa dos fãs portugueses. Mal posso esperar por estar em Portugal e divertir-me com vocês!”, referiu na mensagem enviada ao diretor do torneio, João Zilhão.

Para o diretor do Millennium Estoril Open, “O Felix Auger-Aliassime parece dotado de todos os argumentos para ser um dos mais dominantes tenistas da presente década. É uma das maiores vedetas do ténis internacional e um valor seguro do Top 10 nos próximos anos. O jovem canadiano é uma das personalidades mais carismáticas do ATP, será sem dúvida um dos grandes pontos de interesse do Millennium Estoril Open 2022 e um possível candidato ao título no Estoril.”.

SUCESSO NOS ANTÍPODAS E UM CERTO TONI NADAL

O ano de 2022 arrancou da melhor maneira com um triunfo na ATP Cup (bateu três top 20 pelo caminho: Alexander Zverev, Roberto Bautista Agut e Cameron Norrie), ao lado do amigo Denis Shapovalov, dando ao seu país um importante título por equipas — depois do desaire de 2019 na final da Taça Davis, diante da Espanha, em Madrid.

E em Melbourne Park esteve a um mero ponto das meias-finais do Open da Austrália.

Com 1,93m de altura, um estilo de jogo completo e denotando ainda muita margem de progressão nas vertentes física, técnica e mental, Felix Auger-Aliassime tem uma presença no court que impressiona pela força tranquila.

A passagem pelo Clube de Ténis do Estoril pode ser a alavanca ideal para a confirmação de todo o seu valor também na terra batida (que diz ser a sua superfície preferida), como já foi anteriormente para outros jovens — como Pablo Carreño-Busta e Stefanos Tsitsipas, que ergueram o troféu no Clube de Ténis do Estoril.

A equipa técnica do jovem canadiano é formada por Frédéric Fontang, que chegou a jogar os quartos-de-final do anterior torneio português do ATP Tour jogado no Jamor, em 1992, e pelo célebre Toni Nadal — um acrescento de luxo tendo em conta a experiência do treinador que levou Rafael Nadal ao estrelato.

RECORDES DE PRECOCIDADE E A COINCIDÊNCIA DE FEDERER

Filho de pai natural do Togo e de mãe canadiana, Felix Auger-Aliassime tem a particularidade de ter nascido a 8 de agosto de 2000 na província do Québec — partilhando o dia de aniversário com um dos seus ídolos da juventude, Roger Federer.

Começou a jogar ténis aos quatro anos de idade e desde muito cedo se destacou nos escalões etários juvenis, ganhando o título júnior do US Open em 2016 (depois de ter desperdiçado um match point na final de Roland Garros) e chegando ao segundo lugar do ranking mundial de sub-18.

Antes, já se havia tornado no mais jovem jogador da história da modalidade a qualificar-se para o quadro principal de um torneio Challenger, com apenas 14 anos.

Os pontos adquiridos permitiram-lhe tornar-se no primeiro tenista nascido no presente milénio a ter ranking ATP.

Entre 2016 e 2018, logrou dois títulos em quatro finais no escalão Future e quatro títulos em cinco finais no escalão Challenger.

Em 2017, tornou-se no mais jovem a integrar o top 200 desde Rafael Nadal e, em 2018, começou a jogar quadros principais no ATP Tour, estreando-se no quadro principal de torneios do Grand Slam, ao passar a fase de qualificação do US Open.

Nesse ano passou por Portugal na primavera: perdeu na primeira ronda do qualifying do Millennium Estoril Open para o experiente italiano Simone Bolelli.

Em 2019, deu-se a ascensão meteórica do 108º lugar para o top 20 — após tornar-se no mais jovem finalista de um torneio ATP 500, com o apuramento para a final do Rio Open.

No Masters 1000 de Indian Wells, o canadiano conseguiu o seu primeiro triunfo diante de um adversário do top 10, ao bater Stefanos Tsitsipas.

Logo depois tornou-se no mais jovem semifinalista na história do Masters 1000 de Miami.

Antes de Roland Garros atingiu a sua segunda final no ATP Tour em Lyon, também em terra batida, e três semanas depois jogou uma terceira final na relva de Estugarda, estreando-se depois no top 20, ao atingir o 17º posto.

Em 2020, numa época truncada pela pandemia, atingiu mais três finais ATP (Roterdão, Marselha e Colónia) e estreou-se nos oitavos-de-final em torneios do Grand Slam (US Open).

Na época de 2021, começou por atingir os oitavos-de-final do Open da Austrália, mas foi a partir do verão que começou a atingir resultados de maior destaque; bateu o ídolo Roger Federer a caminho das meias-finais de Halle e confirmou a propensão para os courts de relva com o acesso aos quartos-de-final de Wimbledon.

No US Open melhorou o seu registo em torneios do Grand Slam com uma presença nas meias-finais e, no outono, estreou-se no top 10.

A sétima edição do Millennium Estoril Open decorre de 23 de abril a 1 de maio e os bilhetes já estão à venda, em exclusivo, na www.blueticket.pt

 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: