21.7 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Maio 25, 2022
No menu items!
InícioCulturaCatálogo da Exposição e Atas do Colóquio sobre o Cântico dos Cânticos...

Catálogo da Exposição e Atas do Colóquio sobre o Cântico dos Cânticos organizados por Gonçalo Salvado

Com ilustrações de Ambósio Ferreira a apresentação na Biblioteca Nacional de Portugal em novembro de 2022

Vai ser apresentado na Biblioteca Nacional de Portugal, em Lisboa, no próximo mês de novembro de 2022, o Catálogo da Exposição e as Atas do Colóquio dedicados ao Cântico dos Cânticos, ambos com organização de Gonçalo Salvado e ilustrados com desenhos do artista albicastrense Ambrósio Ferreira.

A Exposição “Beija-me com os Beijos da tua Boca – O Cântico dos Cânticos – Exposição Bibliográfica e Iconográfica”, a primeira realizada em Portugal sobre essa temática, esteve patenteada na Biblioteca Nacional, na sala museu, em 2020, tendo tido sua primeira apresentação, em 2017, na Biblioteca Municipal de Castelo Branco.

A mostra em Castelo Branco acompanhou o lançamento do livro de poesia de Gonçalo Salvado “Cântico dos Cânticos”, uma edição bilingue português/hebraico, ilustrada com desenhos do escultor João Cutileiro.

A Exposição foi constituída por mais de uma centena de livros que pertencem à vasta coleção privada do poeta Gonçalo Salvado e representam a grande influência do Cântico dos Cânticos na poesia deste autor.

Nesta coleção privilegiaram-se as obras em língua portuguesa editadas em Portugal e no Brasil, algumas de grande raridade e inacessibilidade.

A mostra foi completada e enriquecida com peças do acervo da própria Biblioteca Nacional e de outras entidades do nosso País e pretendeu evocara atmosfera e recriar o imaginário do Cântico dos Cânticos, reunindo-se com imagens mais emblemáticas que em Portugal foram dedicadas.

Gonçalo Salvado, Comissário da exposição foi o responsável em colaboração com a Biblioteca Nacional, igualmente pelo ciclo de conferências intitulada:“Porque o amor é forte como a morte – O Cântico dos Cânticos, Paradigma Universal da Cultura Portuguesa”, também dedicado ao poema célebre, nas suas palavras “considerado por muitos o mais belo poema de amor e er da humanidade e que marcou indelevelmente a cultura de expressão em língua portuguesa”.

O ciclo de conferências a par da exposição teve como principal objetivo clarificar a extraordinária influência que o Cântico dos Cânticos exerceu na cultura portuguesa desde o seu alvor, impondo-se, quer na sua vert religiosa, quer na profana, como um dos seus mais férteis, inegáveis e reiterados paradigmas.

O Colóquio contemplou a expressão do Cântico dos Cânticos numa perspetiva cronológica, em diversos domínios da cultura portuguesa, da literatura mística e religiosa, à literatura na sua vertente lírica, ao teatro, à música e às artes plásticas.

De referir que Álvaro Siza Vieira foi o autor da imagem patente no Cartaz que divulgou o Colóquio, um original expressamente realizado para a ocasião, o convite de sua Comissário.

De referir ainda que Gonçalo Salvado, igual convidou o artista Ambrósio Ferreira para ilustrar com desenhos de suas algumas passagens autoria da primeira tradução conhecida do Cântico dos Cânticos para a língua portuguesa, datada de 1606, presente num códice pertencente ao BNP, e que fez parte integrante da parte mostra.

Os desenhos foram representados em quatro painéis produzidos pela Biblioteca Nacional para a exposição.

Os desenhos de Ambrósio Ferreira inspiram-se em desenhos da antiga civilização, visto ser esta uma das mais prováveis influências do Cântico dos Cânticos, defendida por muitos investigadores.

Nascido em Castelo Branco em 1951 e a residir há muitos anos em Lisboa, Ambrósio Ferreira, um dos mais significativos e discretos desenhadores eróticos de sua geração, tem colaborado em diversos projetos culturais com Gonçalo Salvado e ilustrou com desenhos de seus diversos livros de poesia de poesia deste autor.

 

 

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: