11.1 C
Castelo Branco
Terça-feira, Maio 24, 2022
No menu items!
InícioRegionalOleiros acaba de receber uma família de refugiados ucranianos

Oleiros acaba de receber uma família de refugiados ucranianos

O nosso país está a receber várias pessoas que residiam na Ucrânia, refugiados que fogem de um cenário de guerra no seu país natal e, o nosso concelho, não é exceção à regra.

Oleiros acaba de acolher, uma família de três cidadãos ucranianos – mãe e dois filhos – que escaparam aos horrores do conflito causado pela invasão da Rússia à Ucrânia.

São hospedados na Residência de Estudantes, onde tem todas as condições de habitabilidade e contar onde não é só com a ajuda da autarquia para a sua integração, mas também da comunidade oleirense.

“Desde a primeira hora que foi contatado pelo senhor Armando Ventura, a informar-nos da situação desta família, demonstrámos toda a disponibilidade para ajudar naquilo que fosse possível, nomeadamente no alojamento, alimentação e escola para os dois menores”, sublinhou o presidente da Câmara Municipal de Oleiros, Fernando Jorge.

Já Armando Ventura, sócio-gerente da empresa Sistral, explicou-nos como se desencadeou o processo da vinda desta família para Oleiros, cujo patriarca permaneceu em terreno ucraniano, onde vigora a Lei Marcial (que proíbe homens entre os 18 e os 60 anos de saírem do país).

Fernando Jorge, presidente da autarquia oleirense recebe a família ucraniana

“Este casal já trabalhou, há uns anos, aqui em Oleiros e desde sempre ficou com este contato. Quando a invasão começou, o senhor entrou em contato comigo, de forma a sondar se haveria possibilidade de providenciar ajuda para retirar sua família do país e voltar a alojá-los num local onde outrora já viveram. Assumimos a vertente logística e com o apoio da Câmara, unimos esforços e tudo acabou por resultar da melhor forma”.

O Município de Oleiros faz parte da plataforma de apoio aos refugiados ucranianos que queiram entrar em Portugal (https://www.acm.gov.pt/-/sos-ucrania), providenciando apoio de habitação, alimentação, ajuda na entrada dos mais jovens para a escola e ainda no emprego, para que essa forma consigam subsistir, integrando-se assim totalmente na comunidade.

Nesse sentido, Fernando Jorge deixou ainda bem vincada a ideia de que a Câmara Municipal se disponibilizou para alojar outros “familiares, amigos ou conhecidos” desta família, inclusive, “facilitando o seu transporte de zonas mais povoadas de refugiados”, como são a Roménia ou a Polónia.

“O que desejamos a estas pessoas é que pode ter aqui, junto de nós, a paz e a tranquilidade que foram sonegadas em sua terra natal, integrando-se totalmente nas dinâmicas de um concelho que sabe bem receber!”, finalizou a autarca.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: