21.7 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Maio 25, 2022
No menu items!
InícioCulturaOLEIROS: Caixotões do teto da matriz começam a reluzir

OLEIROS: Caixotões do teto da matriz começam a reluzir

Os primeiros caixotões do teto da Igreja Matriz de Oleiros estão já restaurados.

Este conjunto de painéis já voltou a reluzir com as suas cores naturais, depois de um longo e minucioso trabalho de recuperação da madeira de castanho e dos motivos nela pintados, levado a cabo pela equipa da empresa “Luís Marques, Conservação e Reabilitação”.

A intervenção, que arrancou há dois meses, compreende a recuperação e conservação do teto de três naves e dos retábulos do corpo da igreja.

Este restauro está a ser possível com o contributo financeiro do Município, através de um protocolo estabelecido com a Fábrica da Igreja Paroquial de Oleiros (entidade adjudicante) no valor de 61.780€, ao qual acresceu ainda um reforço financeiro na ordem dos 4.674€ para requalificação das frentes e tampos dos quatro altares laterais.

Tudo tendo em vista a conservação e recuperação deste património religioso concelhio.

Recorde-se que a Igreja Matriz de Oleiros, dedicada a Nossa Senhora da Conceição, está classificada como Imóvel de Interesse Público.

Os 50 caixotões do teto da nave, em madeira policromada, constituem uma riqueza iconográfica ímpar que tem despertado a atenção de vários especialistas em arte sacra.

Cada um dos caixotões da nave central simboliza um tributo à padroeira, evidenciando um emblema e a referência a uma escritura do Antigo Testamento.

O processo iniciou-se com uma limpeza química superficial.

Ainda decorre, nalguns locais do teto, a fixação da madeira de castanho, bem como a reposição das tábuas que se encontram deterioradas e das já não existem.

Restauro dos Caixotões do teto da Igreja Matriz

Feito este trabalho, segue-se a fase de “estabilizar a camada decorativa original que é preservada, porque está enegrecida, tem fungos e humidades. No final, estamos a fazer alguns retoques que é preciso dar ao nível da reintegração monocromática de continuidade do teto”, trabalho este feito a pincel.

“Encontrámos infiltrações antigas ao nível da cobertura bastante acentuadas, sobretudo nas laterais do teto da igreja, que danificaram quase por completo os suportes lenhosos e da cobertura nas partes laterais”, explica o técnico de restauro e reabilitação, Luís Marques, responsável pela empresa a quem foi entregue esta obra.

O pároco de Oleiros, Luis Alves, espera reabrir a Igreja Matriz “no verão” e acrescenta que para além dos altares laterais, foram também restauradas quatro imagens.

“Vamos recolocá-los quando as obras estiverem concluídas”, refere.

“O estado de deterioração do teto da igreja estava pior do que se pensava, existiam muitos resíduos por cima dos caixotões. Não há acesso pelo telhado e está a ser tudo reparado com desmontagem de tábuas”.

Depois do restauro destes elementos no interior da Igreja, “vai avançar a substituição do telhado, mas que ocorrerá já com as cerimónias ali a acontecerem e com toda a segurança”, termina.

Segundo o responsável pela intervenção, “chegámos a tempo de salvar um património ímpar que apresentava sinais visíveis de deterioração”.

No interior da igreja, a equipa de restauro distribuiu-se sobre andaimes colocados em dois locais.

Um grupo está a reparar a estrutura dos painéis e o outro é responsável pela pintura.

Luís Marques garante que “tudo está a ser feito tendo em conta o imperioso compromisso de manter a traça original”.

A conclusão dos trabalhos de conservação e restauro está prevista para o final da primavera, quando aquele imóvel religioso voltará a acolher as habituais celebrações religiosas.

O especialista frisa ainda que “vai ficar um trabalho muito belo, estamos a preservar a originalidade do conjunto”.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: