10.8 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Maio 26, 2022
No menu items!
InícioDesportoTÉNIS: Millennium Estoril Open regressa com edição de luxo

TÉNIS: Millennium Estoril Open regressa com edição de luxo

  • Quatro top 20 confirmados

  • Melhor cut-off de sempre (63º ATP)

  • Felix Auger-Aliassime e Sebastian Korda: futuro é agora

  • Diego Schwartzman: estreia em solo português

  • João Sousa: primeiro wild-card

  • Regresso de três campeões da prova

  • Estreia do sistema eletrónico de arbitragem Foxtenn

  • Reforço da cobertura televisiva e digital

A apresentação da sétima edição do Millennium Estoril Open foi hoje realizada e confirmou não só um torneio de luxo no plano desportivo, como também significativas novidades complementares.

O arranque foi dado numa cerimónia no hotel Cascais Miragem dirigida por João Zilhão, diretor do torneio, e que contou com a participação de Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, e Miguel Maya (presidente da Comissão Executiva do Millennium bcp).

Organizado pela 3LOVE, o maior evento tenístico nacional decorre entre 23 de abril e 1 de maio nas instalações do Clube de Ténis do Estoril.

Uma das grandes novidades prende-se com a estreia do inovador sistema de arbitragem eletrónica Foxtenn, mas o elenco afigura-se igualmente relevante — sobretudo tendo em conta as presenças de três top 15 do ranking do ATP Tour, com destaque para Felix Auger-Aliassime, Diego Schwartzman e de anteriores campeões como João Sousa (2018), Pablo Carreño-Busta (2017) e Albert Ramos-Viñolas (2021), entre outros nomes sonantes do ténis mundial.

Richard Gasquet (2015) está inscrito mas fora da lista de entradas diretas.

Vamos ter um grande torneio no regresso do público após dois anos. A nossa missão é fazer reviver o ambiente festivo que caraterizava o evento e não faltarão motivos para o entusiasmo dos aficionados que estarão no recinto ou que acompanharão os encontros nas várias plataformas multimédia à disposição, refere João Zilhão.

Temos o melhor cut-off de sempre, temos quatro inscritos no top 20, temos participação portuguesa e ainda haverá a possibilidade de enriquecer o quadro mediante os dois wild-cards que ficam disponíveis. Mas, para além de todos os aliciantes desportivos ou paralelos, a principal estrela é o torneio em si e é sobretudo para integrarem a grande festa do ténis português que as pessoas vão até ao Clube de Ténis do Estoril. Como se prova pelas várias sessões que já estão perto de esgotar.

ELENCO DIVERSIFICADO

O formato competitivo mantém-se: 19 jogadores com acesso direto via ranking, aos quais se juntam dois special exempts (raramente utilizados), quatro elementos oriundos do qualifying e mais três convidados (wild-cards) que completarão uma grelha na qual os quatro principais cabeças-de-série ficam isentos da ronda inaugural.

O primeiro wild-card ficou oficialmente decidido hoje, sendo atribuído ao melhor tenista de todos os tempos e campeão da edição de 2018 — João Sousa.

Os restantes dois convites só deverão ser conhecidos mais perto do sorteio do quadro principal, que terá lugar às 15 horas do dia 23 de abril, o sábado que dá início à fase de qualificação.

No seu conjunto, a lista de inscritos promete uma excelente combinação de estilos e gerações.

É liderada pelo jovem canadiano Felix Auger-Aliassime (9º ATP), que teve um início de temporada retumbante.

Depois de ganhar a ATP Cup em representação do Canadá, mostrou-se em grande forma no Open da Austrália e só sucumbiu diante do futuro finalista e número dois mundial Daniil Medvedev, num épico duelo de quase cinco horas — chegando mesmo a dispor de match point naquele que foi considerado um dos melhores encontros do torneio.

O triunfo no ATP 500 de Roterdão em fevereiro reconfirmou todas as expectativas geradas anteriormente no seu percurso enquanto júnior e nas suas primeiras aparições no circuito profissional ao mais alto nível.

Outro nome de monta é o de Diego Schwartzman; número um argentino dos últimos anos e ex-top 10, ocupa atualmente o 15º posto da hierarquia mundial e é um sério candidato ao título em solo português — atendendo à sua apetência por superfícies em terra batida e à forma evidenciada no recente mês de fevereiro: jogou duas finais (Buenos Aires, Rio de Janeiro) e uma meia-final (Córdoba) no pó de tijolo da gira sul-americana.

O britânicoCameron Norrie, 12º da hierarquia mundial e finalista do Millennium Estoril Open em 2021, regressa ao Clube de Ténis do Estoril com um novo estatuto: após ter passado muito perto do seu primeiro troféu do ATP Tour em Portugal (liderou por 3-1 no tie-break do último set), somou posteriormente três títulos em seis finais nas três diferentes superfícies de jogo — incluindo o do Masters 1000 de Indian Wells no passado mês de outubro e o de Delray Beach já na época em curso.

Entre os mais jovens, o principal destaque vai para o norte-americano Sebastian Korda (38º ATP) — filho do antigo campeão checo do Open da Austrália, Petr Korda, e da antiga top 30 mundial, Regina Rajchrtova, e irmão das campeãs de golfe Jessica Korda e Nelly Korda.

Foi finalista do ATP NextGen Finals em 2021 e recentemente, no Masters 1000 de Indian Wells, esteve a liderar por 5-2 no terceiro set diante de Rafael Nadal antes de sucumbir no tie-break decisivo.

Apesar da sua excelência nas superfícies mais rápidas, ganhou o primeiro título ATP da sua carreira ao triunfar na terra batida italiana do Emilia-Romagna Open, jogado em Parma no ano passado.

Na lista de entradas diretas estão representados 10 países de cinco continentes, sendo que os contingentes mais representados são o espanhol (quatro elementos), o norte-americano (três jogadores) e o francês (também com três).

A REVOLUCIONÁRIA NOVIDADE FOXTENN

A inclusão do sistema de arbitragem Foxtenn é uma das grandes novidades da edição deste ano do Millennium Estoril Open — e o evento português será mesmo o primeiro da época em curso no circuito profissional masculino e o quarto de sempre (após Rio de Janeiro, Bastad e Madrid em 2021) a utilizar o único sistema eletrónico de auxílio à arbitragem em courts de terra batida certificado pelas Comissões Técnicas do ATP Tour, WTA Tour, ITF e torneios do Grand Slam.

O sistema mais conhecido até agora, Hawk-Eye (Olho de Falcão), é baseado num conjunto de câmaras colocadas em pontos altos ao redor do campo a transmitir as imagens para um computador que recria a trajetória da bola e produz uma imagem digital do ponto onde previu o contacto da bola com o solo.

Na terra batida, a irregularidade e mutação do piso impedem que, por vezes, as marcas corretas sejam encontradas (por sobreporem-se a outras já existentes ou tocarem nas linhas) e nem sempre a bola deixa uma marca bem desenhada, o que faz com que os sistemas utilizados em hardcourts ou na relva tenham a mesma precisão em terra batida.

Já o sistema patenteado Foxtenn consegue oferecer uma precisão de 100% graças às 40 câmaras de ultra velocidade, que captam 3.000 imagens por segundo, sincronizadas com um conjunto de 10 lasers de última geração que varrem todo o court, mantendo o sistema em permanente calibração e garantindo uma margem de erro de 0%.

O conjunto de câmaras e lasers estão colocados ao nível do solo, ao redor do campo e na rede, permitindo assim dar uma imagem real do exato momento em que a bola toca no solo e com o máximo de clareza — e não projetada ou calculada, como acontece com os outros sistemas.

O sistema Foxtenn tem ainda a capacidade de fornecer dados em tempo real, como a velocidade de deslocação do jogador, a velocidade da bola, ângulos, altura, ressalto, precisão e posicionamento do jogador.

Muita dessa informação permite igualmente enriquecer as transmissões televisivas dos encontros, que, no nosso país, serão asseguradas pelo Eurosport e pela CNN Portugal.

FAMÍLIA DE PATROCINADORES

Após a pandemia anular a edição de 2020 e de a edição de 2021 ter decorrido sem público, a manutenção do apoio prestado pela nossa família de patrocinadores foi vital para a realização da sétima edição do Millennium Estoril Open. Mantiveram a confiança no projeto apesar das grandes dificuldades resultantes da pandemia e podemos mesmo orgulhar-nos de apresentar novos parceiros de grande prestígio, sublinha João Zilhão.

A Câmara Municipal de Cascais e o Millennium bcp, enquanto parceiros fundadores do projeto em 2015, mantêm-se como estacas principais. “Não posso deixar de agradecer o apoio prestado nestes dois últimos anos e que permitiram a sobrevivência de um projeto de interesse nacional. Este é o ano do regresso presencial e da celebração. Jogamos juntos!”.

Esperam-se 42 mil espetadores presenciais e mais de 2.300 horas de transmissão internacional, para além do acompanhamento nas diversas plataformas digitais do Millennium Estoril Open (website, redes sociais) que permitirá aos aficionados viver da melhor maneira possível todas as incidências dentro e fora do court no Clube de Ténis do Estoril e até no Cascais Miragem, o hotel oficial.

NOVA DIMENSÃO DIGITAL

Nesta edição o evento estreará também uma nova aplicação móvel — fruto de uma parceria com a Innowave — através da qual será possível não só acompanhar tudo o que se passa de relevante no evento, mas também realizar ações de gamificação que vão enriquecer em muito a experiência no Millennium Estoril Open.

Serão também vendidos NFTs do torneio — nomeadamente os melhores hot-shots ilustrados e uma réplica 3D do troféu de campeão.

NFT, o acrónimo de ‘non fungible token’, é um certificado digital, estabelecido através da tecnologia blockchain, que define a origem e exclusividade de um conteúdo digital.

A utilização de NFTs permite a compra e transação de conteúdos digitais de uma forma segura e rastreável, tornando-os colecionáveis.

Enquanto responsável pela área de bilhética e credenciação, a Blueticket também apresenta este ano uma inovação: toda a bilhética do evento será digital, tendo sido criada uma plataforma que permite aos sponsors e parceiros gerirem os seus convites de forma fácil e flexível no computador ou telemóvel.

ARTE E GASTRONOMIA

Numa outra dimensão, o Millennium Estoril Open vai oferecer uma programação complementar nas áreas da arte e da gastronomia; a parceria com a Fundação D. Luís consiste numa exposição de arte curada pelo professor Salvato Teles de Menezes.

Haverá música ao vivo nos serões das sessões noturnas com concertos de Noble e Pedro Vaz.

No plano gastronómico, destaca-se a presença dos chefs Michelin Hans Neuner (duas estrelas) do restaurante Ocean do Vila Vita Resort e Pedro Lemos (uma estrela) — para além de uma grande variedade oferecida ao público na zona de restauração (Food Court).

ESPAÇO DE IMPRENSA

Depois de as condições de segurança impostas pelo ATP Tour terem impedido a presença da comunicação social em 2021, também a imprensa estará de regresso ao Clube de Ténis do Estoril, em 2022.

A espaçosa sala de imprensa da Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril e o adjacente anfiteatro de conferências estarão disponíveis para os elementos acreditados — o link para a credenciação será divulgado oportunamente.

LISTA DE INSCRITOS

Entrada direta

Felix Auger-Aliassime (Canadá, 21 anos), 9º

Cameron Norrie (Grã-Bretanha, 26 anos), 12º

Diego Schwartzman (Argentina, 29 anos), 15º

Pablo Carreño-Busta (Espanha, 30 anos), 19º

Marin Cilic (Croácia, 33 anos), 23º

Frances Tiafoe (EUA, 24 anos), 31º

Alberto Ramos-Vinolas (Espanha, 34 anos), 35º

Tommy Paul (EUA, 24 anos), 37º

Sebastian Korda (EUA, 21 anos), 38º

Alejandro Davidovich-Fokina (ESP, 22 anos), 43º

Lloyd Harris (África do Sul, 25 anos), 44º

Dusan Lajovic (Sérvia, 31 anos), 46º

Pedro Martinez (Espanha, 24 anos), 47º

Benoît Paire (França, 32 anos), 49º

Laslo Djere (Sérvia, 26 anos), 53º

Arthur Rinderknech (França, 26 anos), 58º

Benjamin Bonzi (França, 25 anos), 59º

Federico Coria (Argentina, 30 anos), 60º

Soonwoo Kwon (Coreia do Sul, 24 anos), 63º

Wild-cards

João Sousa (Portugal, 32 anos), 82º

Alternates

Sebastien Baez (Argentina, 21 anos), 66º

Pablo Andujar (Espanha, 36 anos), 67º

David Goffin (Bélgica, 31 anos), 70º

Jiri Vesely (República Checa, 28 anos), 77º

Roberto Carballes-Baena (Espanha, 28 anos), 79º

Richard Gasquet (França, 35 anos), 81º

*Ranking de 28 de março, data limite das inscrições

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: