22.2 C
Castelo Branco
Terça-feira, Maio 24, 2022
No menu items!
InícioNacionalPrémio Maria Barroso 2021 atribuído a Maria Elisa Domingues

Prémio Maria Barroso 2021 atribuído a Maria Elisa Domingues

No próximo dia 3 de abril, Castelo Branco recebe a edição 2021 do Prémio Maria Barroso – Jornalismo ao Serviço da Paz e Desenvolvimento, atribuído a Maria Elisa Domingues.

O evento, que começa às 15.30h, terá lugar no Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco.

Instituído em 2017, e com o apoio da Fundação Pro Dignitate – Fundação de Direitos Humanos, esta distinção é direcionada para agentes ativos, onde se destaca o percurso profissional, pautado pela defesa da paz e do desenvolvimento social.

O percurso profissional de Maria Elisa é recheado de experiências em diversas áreas, mas foi na televisão que a sua marca foi mais evidente.

‘Maria Barroso era uma mulher extraordinária. Pedagoga e ativista, sempre se debateu com questões sociais, das quais era profundamente conhecedora, abraçando grandes causas onde os valores e a dignidade humana ocupavam lugar de destaque. O respeito pela vida humana, espelhado no legado de Maria Barroso, resulta na essência deste Prémio’, afirma Avelina Ferraz, curadora e responsável pela produção do Prémio Maria Barroso.

Enquadrado neste programa, às 12h, na Sé Catedral de Castelo Branco, terá lugar uma Eucaristia Dominical, uma Celebração pela Paz no Mundo.

A abertura oficial do evento, no Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco, pelas 15.30h, arranca com uma atuação musical pelo Grupo Camarão, da Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco.

Cidalisa Guerra apresentará o livro ‘A Violência na Comunicação Social’, de Maria Barroso, uma obra que reflete quase duas décadas de atividade e lutas, manifestando aquelas que eram as preocupações sociais constantes sobre a exposição de crianças e jovens face à violência na comunicação social.

O Prémio Maria Barroso, Jornalismo ao Serviço da Paz e do Desenvolvimento será entregue a Maria Elisa Domingues, pelas 16h, com depoimentos de Cidalisa Guerra, Edite Estrela, Francisco Pimentel, José Manuel Barata Feyo e Maria Antónia Palla, vencedora do Prémio Maria Barroso em 2019.

‘É, para nós, motivo de grande orgulho receber em Castelo Branco um evento como este, que nos obriga a refletir para esta realidade. É um tema pertinente e uma justa homenagem tanto a Maria Elisa, galardoada nesta edição de 2021, como a Maria Barroso que dá nome ao prémio. O município congratula-se por ser, uma vez mais, o anfitrião e por dar palco a iniciativas culturais, envolvendo toda a sua comunidade’, refere Leopoldo Martins Rodrigues, presidente da Câmara de Castelo Branco.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: