9.8 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Dezembro 7, 2022
No menu items!
InícioRegionalCIMBB lança agenda digital com o intuito de atrair turistas à região...

CIMBB lança agenda digital com o intuito de atrair turistas à região na Páscoa

UMA MÃO CHEIA DE RAZÕES PARA VISITAR A BEIRA BAIXA

CIMBB lança agenda digital com o intuito de atrair turistas à região na Páscoa

Pela primeira vez, Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão, numa iniciativa da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB), apresentam a sua programação cultural pascal, juntos.

Cantos da encomendação das almas, procissões, compassos, vigílias, mesas fartas e muito mais.

Nunca foi tão fácil explorar as tradições pascais, as maravilhas gastronómicas e os roteiros desta região.

Basta ir ao site da CIMBB e descarregar a agenda que vem inovar e que promete ser o braço direito de todos os turistas nesta Páscoa.

Mais de 200 tradições quaresmais e pascais

A Quaresma é vivida na Beira Baixa com inúmeras tradições religiosas que todos os anos mobilizam centenas de pessoas.

Um pouco por todo o lado multiplicam-se as procissões, encomendação das almas, vias sacras, entre muitas outras iniciativas.

São mais de 200 tradições quaresmais e pascais, algumas das quais absolutamente únicas no País.

Das procissões, compassos, cortejos, encenações, vigílias e mesas fartas, até aos cantos da encomendação das almas, passando pelas manifestações populares e profanas, esta é uma das alturas do ano em que os habitantes dos 6 municípios que compõem a CIMBB se reencontram e os turistas aproveitam para visitar a Beira Baixa, imbuídos pelo espírito e o ambiente do ciclo quaresmal.

Agora, é muito mais fácil não perder nenhum evento, repleta de cores e criatividade, a agenda conta a história das principais tradições da Beira Baixa, destaca a gastronomia tradicional e, de forma simples e organizada, dá a conhecer os principais eventos desta quadra.

A leitura é obrigatória, mas, para aguçar o apetite, deixamos só algumas das muitas razões para fazer as malas e rumar à Beira Baixa.

O que não pode mesmo perder

São centenas as tradições e celebrações alusivas à Ressurreição do Senhor que acontecem na região, algumas das quais voltam a ver, este ano, finalmente a “luz do dia” e poderão ser novamente celebradas em comunhão, ainda que respeitando as atuais medidas de saúde pública vigentes.

No fim-de-semana de Páscoa

16 de abril | Sábado Aleluia, Idanha-a-Nova

Na noite de Sábado de Aleluia, no final da Missa, um mar de gente enche o amplo adro para ouvir à porta da casa paroquial, as adufeiras cantarem as Alvíssaras, ao ritmo dos míticos e arcaicos adufes, após ter regressado de percorrer as ruas da Vila em animado e ruidoso cortejo ao som da Filarmónica Idanhense, dos apitos e dos chocalhos, anunciando a Ressurreição de Cristo. É conhecida pelos populares pela Festa dos Apitos!

16 de abril | Vigília Pascal e Mercadinho da Páscoa, Castelo Branco

No dia 16 pelas 22h00 decorre a Vigília Pascal, na Sé Catedral. Ainda neste fim-de-semana, de 15 a 17 de abril, visite o Mercadinho da Páscoa e delicie-se com os sabores da Páscoa! É aqui que pode provar o famoso bolo da páscoa (ou bolo finto)!

18 de abril | Romaria da Nossa Senhora do Incenso

A Nossa Senhora do Incenso é a Santinha padroeira de Penamacor, sendo a romaria sempre celebrada na 2ª feira a seguir à Páscoa, dia do feriado municipal.

Depois da Páscoa

23 e 24 de abril | Proença-a-Nova

Logo no fim-de-semana depois da Páscoa, em Proença-a-Nova, acontece uma das mais típicas romarias na região – a Festa de São Gens.

O povo crê que São Gens tem o poder de restituir o apetite às pessoas que o perderam e não conseguem comer.

Quando alguém se encontra nesse estado costumam dizer-lhe: “Promete umas migas a S. Gens”.

Então prometem-se esmolas em pão aos pobres e vão lá distribuí-las no dia da Festa que é no Domingo de Pascoela. Ainda hoje essas promessas são cumpridas.

1 de maio | Oleiros

Se já só consegue agendar a sua visita para o final do mês, saiba que ainda vai a tempo!

Em Oleiros poderá participar na Procissão dos Caminhos de Senhor, a mais conhecida romaria do concelho e uma das maiores da Beira Baixa.

Realiza-se Segunda Feira do Espírito Santo (50 dias após a da Páscoa), dia 1 de maio, num belo e amplo santuário no sopé da serra d’Opa, a cerca de 1,5 km da aldeia do Vale da Senhora da Póvoa.

O arraial decorre de Sábado a Segunda.

20, 21 e 22 maio | Festa das Ladainhas, Vila Velha de Ródão

Já no final do mês de maio decorre a Festa das Ladainhas em Gardete, Riscada e Silveira, celebração parecida com a Via Sacra que tem lugar no sossego das noites frias em tempo quaresmal.

Para complementar a experiência

Complemente a sua visita à Beira Baixa com um roteiro em que não pode faltar a visita ao Jardim do Paço Episcopal em Castelo Branco, as belíssimas paisagens a partir do Miradouro do Cabeço do Mosqueiro, em Oleiros ou percorrer Monsanto, a Aldeia mais Portuguesa de Portugal, em Idanha-a-Nova.

Fazer um passeio de barco pelo Monumento Natural das Portas de Ródão, em Vila Velha de Ródão, conhecer o Centro Histórico de Penamacor e o Centro de Ciência Viva da Floresta, em Proença-a-Nova.

Para mais sugestões consulte www.beirabaixatour.pt

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: