10.8 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Maio 26, 2022
No menu items!
InícioRegionalVeracruz tem equipa de 35 colaboradores em Idanha-a-Nova

Veracruz tem equipa de 35 colaboradores em Idanha-a-Nova

Com sede e escritórios em Idanha-a-Nova, a empresa Veracruz, dedicada à produção sustentável de amêndoas, já conta com perto de 35 colaboradores.

É um projeto agrícola com um investimento que ascende a cerca de 40 milhões de euros, altamente tecnológico e com respeito pelo meio ambiente.

Atualmente, a Veracruz gere uma área de 1.300 hectares, divididos por cinco propriedades nos concelhos de Idanha-a-Nova e do Fundão.

Nas suas propriedades, a empresa investe e aplica o que existe de mais moderno em agricultura de precisão, com base nos princípios da sustentabilidade e da biodiversidade.

Para isso, a Veracruz conta com uma equipa jovem, qualificada e multidisciplinar, que cuida com dedicação dos seus amendoais.

Amendoeiras em flor no concelho de Idanha-a-Nova

Após a produção ter alcançado as 400 toneladas de miolo de amêndoa em 2021, a Veracruz tem a expetativa de alcançar as 800 toneladas de produção de miolo de amêndoa em 2022.

Por agora, os prémios atribuídos reconhecem a inovação do projeto. Um projeto desenhado de raiz para promover uma produção agrícola sustentável e garantir a gestão eficiente de todos os recursos, desde os solos à água, assente em Smart Farming.

Os mais recentes prémios atribuídos à Veracruz foram para “Melhor Projeto de Inovação em Parceria”, uma das categorias do Prémio Empreendedorismo e Inovação, promovido pelo Crédito Agrícola e a Menção Honrosa na categoria “Transformação Digital” do Prémio Nacional de Sustentabilidade, promovido pelo Jornal de Negócios.

Os galardões distinguem o projeto “Amêndoas com Identidade”, que a Veracruz está a implementar nas suas herdades em Idanha e no Fundão, e que garante total rastreabilidade de todo o processo de produção.

Uma produção que está a crescer de forma sustentável. Nesse sentido, a Veracruz tem prevista a instalação de uma fábrica de descasque e secagem de amêndoa, numa propriedade em Idanha-a-Nova, que deverá começar a funcionar em 2023 e criar dezenas de postos de trabalho.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: