10.3 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Maio 25, 2022
No menu items!
InícioRegionalFundação Cargaleiro recebe cerca de 1.900 peças de cerâmica doadas pelo artista

Fundação Cargaleiro recebe cerca de 1.900 peças de cerâmica doadas pelo artista

Cerca de 1.900 peças de arte em cerâmica, avaliadas em 1,2 milhões de euros, foram hoje doadas pelo artista português Manuel Cargaleiro à sua Fundação, sediada em Castelo Branco.

“Este ato que fizemos agora foi importantíssimo para esta fundação [Manuel Cargaleiro]. Por um motivo. É que esta fundação é uma fundação importantíssima em Portugal, pelo número de obras que tem, que eu consegui reunir em 70 anos, a colecionar e a trabalhar para a fundação”, disse hoje Manuel Cargaleiro, aos jornalistas, no Solar dos Cavaleiros (Museu Cargaleiro), onde decorreu a cerimónia de doação das 1.875 peças em cerâmica.

Manuel Alves Cargaleiro nasceu em 16 de março de 1927, em Chão das Servas, Vila Velha de Ródão, e a fundação criada pelo pintor e ceramista português para gerir as suas obras tem a sede em Castelo Branco desde 2010.

“São obras feitas por mim, de 70 anos e, paralelamente a isso, fui juntando e comprando (vendia um quadro meu comprava uma obra ou duas de outros artistas) ou obras antigas da história da cerâmica em Portugal e da Europa”, afirmou.

Para o mestre, o que resultou de todo o trabalho realizado ao longo de 70 anos, foi também uma biblioteca só com livros de arte: “Já tem três ou quatro mil exemplares e mais uma grande coleção de obras de arte que ultrapassa as 10 mil”.

“Esta é uma fundação que não tem dinheiro, mas tem obras. Castelo Branco, a capital do distrito onde nasci, foi aqui que me receberam e colaboraram comigo para realizar esta obra [fundação]”, sublinhou.

No final da cerimónia, o mestre Cargaleiro deixou ainda uma mensagem e um desejo.

“Esta fundação ainda não tem a visibilidade que eu gostaria que tivesse, mas espero que as câmaras de Castelo Branco [distrito], cada vez mais desenvolvam e participem com a fundação para a tornar mais conhecida em Portugal e no estrangeiro”, concluiu.

Já João Teixeira, da Fundação Cargaleiro, explicou aos presentes que esta ainda não será a última doação feita pelo mestre: “Haverá ainda mais uma ou duas”.

Por seu turno, o vice-presidente da Câmara de Castelo Branco, Hélder Henriques, disse que o município tem como objetivo transformar o Museu Cargaleiro “num grande polo internacional de visitação. É isto que a câmara tem vindo a preparar”.

O autarca agradeceu ainda a Manuel Cargaleiro o gesto e “por confiar”, uma vez mais, em Castelo Branco”.

A Fundação Manuel Cargaleiro foi criada em 1990 pelo artista, com fins de natureza cultural, artística e pedagógica, tendo por principal objetivo a criação, organização e administração do Museu Cargaleiro, como forma de estudar, investigar, conservar, divulgar e dinamizar o acervo artístico da Coleção da Fundação Manuel Cargaleiro.

À data da sua instituição, a Fundação Manuel Cargaleiro estava sediada em Lisboa, tendo o arquiteto Álvaro Siza Vieira realizado o estudo, entre 1991 e 1995, para o projeto arquitetónico da sede da Fundação Cargaleiro na Praça de Espanha em Lisboa, que não se concretizou.

Atualmente, e através de parceria com a autarquia de Castelo Branco, a Fundação Manuel Cargaleiro encontra-se sediada em plena zona histórica da cidade de Castelo Branco.

*LUSA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: