7.8 C
Castelo Branco
Terça-feira, Maio 24, 2022
No menu items!
InícioCulturaLendas e Romarias da Beira – Narrativas com Identidade

Lendas e Romarias da Beira – Narrativas com Identidade

Ermida de Santa Apolónia, 22 de maio, domingo, das 9 às 11 horas

A Alma Azul apresenta no próximo domingo, dia 22, entre as 9 e as 11 horas, o livro “Lendas e Romarias da Beira – Narrativas com Identidade”, com coordenação de Elsa Ligeiro, na Ermida de Santa Apolónia, em Alcains.

A apresentação informal decorre no recinto da Capela onde se celebra a Romaria em Honra de Santa Apolónia, uma das romarias incluídas no livro.

As outras cinco são a Senhora de Mércoles, de Castelo Branco; Santa Bárbara, da Lousa; Senhora da Orada, de São Vicente da Beira; o Anjo da Guarda, de Alpedrinha; e São Macário, do Alcaide.

“Lendas e Romarias da Beira – Narrativas com Identidade” é uma obra que nasce no segundo confinamento obrigatório e dá resposta a necessidades básicas de sobrevivência da editora Alma Azul em tempo de pandemia.

Capa do livro “Lendas e Romarias da Beira”

Realizada com fracos recursos de tempo e de orçamento; e em regime de precaridade, pretendeu a autora com esta obra iniciar um caminho diferenciado na abordagem da memória e com ela criar uma relação literária com a etnografia.

Rejeitando que são as imagens que contêm a grande leitura simbólica da religiosidade e das festividades comunitárias; pretendeu integrar a Escrita e a Leitura numa representação literária do ancestral e praticar uma reflexão sobre os rituais que sobrevivem em plena idade tecnológica.

O livro é também uma abordagem sentimental às romarias mais próximas da autora; daí este ser este apenas o primeiro volume.

O segundo volume, com saída prevista em 2023, integrará mais seis romarias, com grande destaque para a Senhora do Almortão, em Idanha-a-Nova; e a Santa Luzia, no Castelejo; como romarias maiores do distrito de Castelo Branco.

Mas continuará ainda assim a pensar as pequenas comunidades e os seus recursos de preservação da sua identidade.

Em resumo: um trabalho despretensioso que deseja dar a conhecer o essencial; e renovar o valor das narrativas literárias ancoradas na etnografia.

O livro, que será apresentado no domingo em Alcains, deve quase tudo a investigadores amadores das tradições da Beira e que são referidos na edição; sem os quais o livro não existiria.

Desde logo, Jaime Lopes Dias, a quem a Alma Azul tem dedicado muito do seu esforço editorial na divulgação das suas recolhas preciosas; mas também a José A. Teles Chaves (Santa Bárbara); ao Cónego Franco Infante (Santa Apolónia); a António José Salvador (Anjo da Guarda); Albano Mendes de Matos (São Macário); António Roxo (Senhora de Mércoles) e ao Grupo de Estudos e Defesa do Património Cultural e Natural da Gardunha (Senhora da Orada).

“Lendas e Romaria da Beira – Narrativas com Identidade” inicia uma nova coleção na Alma Azul: “Em Nome da Beira”, dedicada à Etnografia, que juntamente com a coleção “Em Nome da Beira – Biografias” publicará textos de Leitura acessível, numa divulgação de personalidades extraordinárias que fazem parte da história e do património cultural da Região Centro; mas também dos produtos e tradições das Beiras, com grande destaque para os da Beira Baixa.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: