6.3 C
Castelo Branco
Terça-feira, Fevereiro 7, 2023
No menu items!
InícioInternacionalISEC escolhido para apoiar transição digital do ensino superior em Moçambique

ISEC escolhido para apoiar transição digital do ensino superior em Moçambique

Para o presidente do ISEC, Mário Velindro, “a oportunidade de desenvolver novos projetos com universidades internacionais – de países lusófonos – acarreta um potencial enorme de permuta de conhecimento científico e tecnológico, que contribuirá para uma constante ascensão da qualidade do ensino superior – quer o do ISEC como o dos seus parceiros!”.

O Instituto Superior de Ciências e Tecnologia de Moçambique –ISCTEM, uma das mais consagradas escolas de ensino superior privado no sul de África, solicitou a cooperação do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra – ISEC para dar apoio aos docentes e aos estudantes da instituição moçambicana na sua adaptação às novas exigências digitais do ensino.

A comitiva do ISCTEM (ver imagens em anexo) esteve em Coimbra para se inteirar dos mais recentes modelos pedagógicos utilizados pelo ISEC e para formalizar a parceria.

Inicialmente a colaboração entre as duas escolas será focada na pós-graduação em Sistemas Avançados de Gestão da Saúde, através da “capacitação e atualização – quer científica, quer pedagógica – dos docentes e dos alunos que frequentem o curso homólogo no ISCTEM”, afirma Mário Velindro, presidente do ISEC.

Com base na experiência da instituição no ensino à distância, o presidente defende que “este projeto deverá funcionar num modelo híbrido, com sessões online e aulas presenciais –organizadas com uma frequência trimestral – nas quais os estudantes do ISCTEM poderão conhecer de perto os do ISEC, assim como os métodos de ensino, instalações e laboratórios de investigação da escola”, em Coimbra.

ISEC escolhido para apoiar transição digital do ensino superior em Moçambique

O diretor geral do ISCTEM, Carvalho Madivate, demonstrou interesse na modernização do ensino da Engenharia em Moçambique. Segundo o diretor, o caminho deverá passar pela associação da escola ao ISEC por esta ser, em Coimbra, a instituição de referência no país “irmão” em matéria de investigação aplicada e de modelos pedagógicos.

O projeto conjunto surge no seguimento das conversações iniciadas há quatro anos – interrompidas pela pandemia da COVID-19 –das quais resultaram algumas antevisões de continuidade e alargamento da parceria – nomeadamente para o apoio à transição digital de outros graus académicos, como o de Técnico de Manutenção de Aeronaves ou a Iniciação à Informática,dirigida às escolas de ensino básico.

A missão incutida ao ISEC irá de encontro a um dos objetivos de Mário Velindro para a instituição: “Reforçar o ISEC dentro e fora de Portugal, já que, se esta parceria correr bem – como acreditamos que correrá –será depois mais fácil replicá-la, por exemplo, em Angola, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe,países onde existe a vantagem de falarmos a mesma língua e onde também se justifica uma colaboração para adaptar e atualizar o ensino”, concluiu.

Para o presidente do ISEC, “a oportunidade de renovar parcerias e desenvolver novos projetos com universidades internacionais – de países lusófonos –acarreta um potencial enorme de permuta de conhecimento científico e tecnológico, que contribuirá para uma constante ascensão da qualidade do ensino superior – quer o do ISEC como o dos seus parceiros!”.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: