27.2 C
Castelo Branco
Domingo, Agosto 14, 2022
No menu items!
InícioInternacionalISEC escolhido para apoiar transição digital do ensino superior em Moçambique

ISEC escolhido para apoiar transição digital do ensino superior em Moçambique

Para o presidente do ISEC, Mário Velindro, “a oportunidade de desenvolver novos projetos com universidades internacionais – de países lusófonos – acarreta um potencial enorme de permuta de conhecimento científico e tecnológico, que contribuirá para uma constante ascensão da qualidade do ensino superior – quer o do ISEC como o dos seus parceiros!”.

O Instituto Superior de Ciências e Tecnologia de Moçambique –ISCTEM, uma das mais consagradas escolas de ensino superior privado no sul de África, solicitou a cooperação do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra – ISEC para dar apoio aos docentes e aos estudantes da instituição moçambicana na sua adaptação às novas exigências digitais do ensino.

A comitiva do ISCTEM (ver imagens em anexo) esteve em Coimbra para se inteirar dos mais recentes modelos pedagógicos utilizados pelo ISEC e para formalizar a parceria.

Inicialmente a colaboração entre as duas escolas será focada na pós-graduação em Sistemas Avançados de Gestão da Saúde, através da “capacitação e atualização – quer científica, quer pedagógica – dos docentes e dos alunos que frequentem o curso homólogo no ISCTEM”, afirma Mário Velindro, presidente do ISEC.

Com base na experiência da instituição no ensino à distância, o presidente defende que “este projeto deverá funcionar num modelo híbrido, com sessões online e aulas presenciais –organizadas com uma frequência trimestral – nas quais os estudantes do ISCTEM poderão conhecer de perto os do ISEC, assim como os métodos de ensino, instalações e laboratórios de investigação da escola”, em Coimbra.

ISEC escolhido para apoiar transição digital do ensino superior em Moçambique

O diretor geral do ISCTEM, Carvalho Madivate, demonstrou interesse na modernização do ensino da Engenharia em Moçambique. Segundo o diretor, o caminho deverá passar pela associação da escola ao ISEC por esta ser, em Coimbra, a instituição de referência no país “irmão” em matéria de investigação aplicada e de modelos pedagógicos.

O projeto conjunto surge no seguimento das conversações iniciadas há quatro anos – interrompidas pela pandemia da COVID-19 –das quais resultaram algumas antevisões de continuidade e alargamento da parceria – nomeadamente para o apoio à transição digital de outros graus académicos, como o de Técnico de Manutenção de Aeronaves ou a Iniciação à Informática,dirigida às escolas de ensino básico.

A missão incutida ao ISEC irá de encontro a um dos objetivos de Mário Velindro para a instituição: “Reforçar o ISEC dentro e fora de Portugal, já que, se esta parceria correr bem – como acreditamos que correrá –será depois mais fácil replicá-la, por exemplo, em Angola, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe,países onde existe a vantagem de falarmos a mesma língua e onde também se justifica uma colaboração para adaptar e atualizar o ensino”, concluiu.

Para o presidente do ISEC, “a oportunidade de renovar parcerias e desenvolver novos projetos com universidades internacionais – de países lusófonos –acarreta um potencial enorme de permuta de conhecimento científico e tecnológico, que contribuirá para uma constante ascensão da qualidade do ensino superior – quer o do ISEC como o dos seus parceiros!”.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: