24.4 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Agosto 18, 2022
No menu items!
InícioNacionalIPG destaca papel dos projetos de investigação no combate ao uso...

IPG destaca papel dos projetos de investigação no combate ao uso inadequado de medicamentos

O presidente do Instituto Politécnico da Guarda – IPG, Joaquim Brigas, salientou o papel dos projetos de investigação do IPG no combate ao uso inadequado de medicamentos na sessão de abertura do workshop sobre o “Uso Racional do Medicamento: Barreiras Sociais e Institucionais”, que decorreu na Escola Superior de Saúde do IPG, onde se reuniram académicos e especialistas de saúde pública, geriatria e farmacologia.

“O Politécnico da Guarda está totalmente empenhado em desenvolver projetos de investigação na área do envelhecimento ativo e saudável, assim como em desenhar formações na área da educação social com os seus parceiros científicos, sociais e de Saúde”, afirmou Joaquim Brigas.

O presidente do IPG aproveitou a ocasião para elogiar o “triângulo virtuoso” que se formou no Politécnico da Guarda, composto pela investigação científica produzida, a formação de novos quadros e a relação com os agentes sociais.

“O workshop foi muito bem acolhido tanto pela comunidade académica do IPG como pelos profissionais de saúde: estiveram presentes alunos, académicos, investigadores e profissionais de saúde de diferentes áreas”, afirmou Maria Hermínia Barbosa, diretora da Escola Superior de Saúde do IPG.

“Foi um workshop abrangente e enriquecedor, para todos os participantes, salientando-se a perspetiva de aproximação da investigação e da prática profissional. Os estudantes tiveram oportunidade de ver a aplicabilidade de alguns projetos de investigação, o que incentivar à participação em novas investigações”.

Durante a iniciativa foram apresentados os trabalhados que os investigadores do IPG têm desenvolvido no âmbito da prevenção do uso inadequado de medicamentos: o Med Elderlyque prevê a distribuição de material educacional a idosos em centros de saúde, farmácias, lares e centros de dia; o API MedOlder que pretende melhorar o uso de medicamentos pela população idosa, através de uma ferramenta otimizada para os profissionais de saúde; e o Health Resp, uma ferramenta que serve de apoio à decisão clínica no tratamento de infeções respiratórias.

“Entre os oradores do evento houve um consenso claro sobre a necessidade de melhorara comunicação entre os profissionais de saúde e a necessidade de acesso à informação de forma rápida”, afirmou Fátima Roque, docente e investigadora no IPG.

“Os nossos projetos de investigação ligados ao uso de medicamento respondem precisamente a estas necessidades: são ferramentas que permitem o acesso à informação online de forma simples e rápida”.

O painel da manhã foi dedicado ao uso racional de antibióticos. Esteve presente o médico especialista em Saúde Pública, Francisco George, que falou sobre as resistências bacterianas, o impacto das alterações climáticas na saúde humana e a perspetiva da saúde como um todo.

“Foi importante a abordagem apresentada sobre o novo conceito “One Heath”, que vê vantagens e eficiência nos resultados em saúde quando considerada a interação entre pessoas, animais e ambiente”, afirmou Fátima Roque.

Para além dos docentes que apresentaram alguns projetos de investigação, a iniciativa contou com a participação da Cláudia Nazareth, da Associação Portuguesa de Infeção Hospitalar, da Márcia Kirzner, do Núcleo de Estudos de Geriatria da SPMI, da Ema Paulino, da Associação Nacional das Farmácias,da Catarina Quinaz e do Jorge Aperta da ULS da Guarda.

 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: