22.5 C
Castelo Branco
Terça-feira, Agosto 16, 2022
No menu items!
InícioNacionalNovo modelo para Contratualização da Promoção Turística Externa

Novo modelo para Contratualização da Promoção Turística Externa

Maior foco e flexibilidade da promoção, aumento das sinergias entre entidades, reforço da coordenação na promoção digital, maior representatividade das Agências de promoção nas regiões e otimização dos recursos humanos e financeiros são alguns dos objetivos da proposta para o novo modelo para a Contratualização da Promoção Externa a vigorar entre 2023 e 2025 e que foi hoje apresentado pelo Turismo de Portugal ao Conselho Estratégico para a Promoção Turística Externa (CEPT), sob presidência da Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques.

O Turismo de Portugal contratualiza anualmente a sua atribuição de promoção externa dos destinos regionais com as sete Agências Regionais de Promoção Turística (ARPT´s), entidades criadas e certificadas para esse efeito pela CTP e pelo Turismo de Portugal para a operacionalização dos Planos Regionais de Promoção Turística Externa.

Considerando os objetivos definidos na Estratégia de Turismo 2027 (ET 2027), o “Plano Reativar o Turismo, Construir o Futuro” e as exigências decorrentes da recuperação pós-pandemia, importa introduzir alterações no atual modelo de contratualização da promoção externa regional, que atinge em 2022 a sua caducidade, que respondam de forma mais assertiva às exigências do atual contexto e a uma melhor otimização dos fundos públicos.

O Turismo de Portugal organizou assim um processo de auscultação às entidades envolvidas, tendo sido identificados pontos críticos que este novo modelo pretende sanar.

Assim, o novo modelo de contratualização assenta em cinco eixos de atuação: maior foco na comercialização; maior representatividade das ARPTs, em diversidade, compromisso e responsabilidade; maior abrangência regional e local; melhor otimização dos recursos financeiros e humanos; estabilização de objetivos.

Pretende-se assim promover Portugal enquanto destino turístico de forma concertada, coerente e eficiente sustentando a recuperação económica do setor do turismo.

“O Turismo desde há muito que é um setor fundamental na economia portuguesa e será sem dúvida um dos motores para retoma neste pós pandemia, que aliás, neste setor, está a superar as nossas melhores expetativas. Os turistas internacionais estão a voltar, com alguns mercados a superar o desempenho relativamente ao período homólogo de 2019, para o que tem sido muito importante a nossa estratégia promocional e a articulação de esforços entre todos os que têm representação no CEPT”, enfatizou, na sua intervenção durante a reunião, a Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques.

No final do encontro, o Presidente do Turismo de Portugal, Luis Araújo, realçou “a importância do modelo organizativo do turismo em Portugal, permitindo que quer o setor publico quer o setor privado participem ativamente no desenvolvimento do setor. Com as melhorias no modelo da contratualização, espera-se que essa dinâmica saia ainda mais reforçada e Portugal mais competitivo nos mercados internacionais”.

O Conselho Estratégico da Promoção Turística (CEPT) é a estrutura consultiva do Governo em matéria de promoção turística externa e de concertação estratégica, constituída por representantes do Turismo de Portugal, dos Governos Regionais da Madeira e dos Açores, do setor privado, através da Confederação do Turismo de Portugal (CTP), das ARPT’s e das Entidades Regionais de Turismo.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: