27.2 C
Castelo Branco
Domingo, Agosto 14, 2022
No menu items!
InícioNacionalReativar o Turismo | Construir o Futuro

Reativar o Turismo | Construir o Futuro

78% das medidas do plano já com iniciativas lançadas

Um ano após o lançamento e aprovação no Conselho de Ministros, o Turismo de Portugal fez hoje o balanço da implementação e desenvolvimento do plano de ação “Reativar o Turismo.

Construir o Futuro”, (PRT), numa sessão presidida pelo Ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva, e que contorno com a presença da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, da Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques, e do Presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo.

Num momento em que o desempenho turístico evidencia um crescimento do setor já em linha com o registado em 2019, antecipando em um ano as previsões do PRT (como receitas acumuladas a abril de 2022 superam como do período homólogo em 2019), o Presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, deu nota de que das 52 medidas constantes do plano, 40 já tem iniciativas lançadas ou em curso.

Este nível de cumprimento do Plano “Reativar o Turismo | Construir o Futuro” com uma implementação acima de 78%, e a que corresponde um investimento em termos de medidas lançadas de 2,1 mil milhões de euros, cerca de 36% datação inicial do plano (6 mil milhões de euros).

Deste montante, 825 milhões de euros foram disponibilizados às empresas nos diversos pilares de atuação do PRT em medidas como: Linha de Apoio ao Turismo, Linha de Apoio à Qualificação da Oferta (reforço), Linha de Apoio a Tesouraria de MPEs (reforço), programas Banco Português de Fomento Recapitalização estratégica e Consolidação, Programa Transformar Turismo, Programa Adaptar Turismo, Portugal Events e Programa Portugal Ventures pedem turismo.

Contando já com cerca de 22.300 entidades aderentes, o Selo Limpo &Seguro entrou em outra fase de desenvolvimento, em parceria com a Direção-Geral da Saúde (DGS) e a NOVA Faculdade de Medicina.

Nesta sua nova versão, o Selo Clean&Safe vem dotar as empresas de capacidade de reação rápida a outras crises potenciais de saúde pública ou outras possíveis situações de risco decorrentes de fenómenos extremos e/ou de constrangimentos internacionais.

Das várias ações lançadas especificamente orientadas para a comercialização de produtos turísticos diferenciados, importa o lançamento do Turismo Português (Enoturismo) e o Turismo Literário, para além das iniciativas lançadas ao nível do Turismo de Saúde.

São projetos de cariz promocional e estruturação de oferta que envolveu diversos parceiros da esfera pública e privada e o lançamento de plataformas digitais dedicadas.

Também a Campanha internacional de promoção de Portugal enquanto destino turístico ‘Time to Be’, desenvolvido em 2021, enquadra-se neste Plano de Ação.

Focado sobretudo nos mercados que demonstraram abertura para viagens turísticas e oportunidade de crescimento esta campanha internacional impactou mais de 80 milhões de pessoas em 6 mercados.

Destaque também para o Programa Empresas Turismo 360°, uma iniciativa ambiciosa que incentiva as empresas a reportar o seu desempenho em sustentabilidade através da integração dos fatores ESG – Ambiental, Social e Governança na cultura organizacional e na estratégia de negócio.

Já aderiram ao programa 74 empresas de diferentes dimensões e com atividades nas áreas do alojamento, restauração, animação, termas, agências de viagem e aluguel-a-carro – que, no seu conjunto, representam um volume de negócios globais de cerca de 2 mil milhões de euros e um universo superior a 15 mil colaboradores.

De igual modo, a formação e qualificação dos profissionais do turismo tem sido uma das preocupações deste Plano de Ação onde se enquadra o projeto Formação +Próxima. Com o objetivo de descentralizar a formação em turismo e adaptação-la às necessidades locais por todo o território nacional, este projeto já formou mais de 3.500 trabalhadores de 85 municípios com quem o Turismo de Portugal estabeleceu protocolos de cooperação e colaboração.

Estes são apenas alguns exemplos do conjunto de programas, iniciativas e ações que o plano de ação “Reativar o Turismo | Construir o Futuro” integra e que já está em curso.

A execução do plano pode ser consultada a qualquer momento no PowerBI, atualizado em tempo real, que a partir de hoje fica disponível para todos através do link:

https://travelbi.turismodeportugal.pt/politicas-e-estrategia/monitorizacao-do-plano-reativar-o-turismo/

O Ministro da Economia e do Mar, António Costa e Silva, salientou no decurso da sessão “a importância para Portugal de termos de um setor do turismo em plena atividade o mais possível, pois o seu efeito será fazer-se sentir também no conjunto vasto de outros setores da nossa economia. Considere ainda que o PRT é um instrumento muito poderoso para esse efeito e manifestou-se confiante de que o continuar mesmo a ser executado a bom ritmo, como tem acontecido desde o seu lançamento em junho de 2020”.

Por seu lado, Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, enfatizou a necessidade do setor aproveitar a oportunidade que este plano Reativar o Turismo | Construir o Futuro oferece às empresas nacionais do turismo, para que definitivamente enveredem pela dupla transição verde e digital, de modo a se ajustar às necessidades e exigências dos novos turistas e se tornarem mais resilientes aos choques conjunturais, como aqueles que vivemos nestes dois últimos anos”.

Aprovado em RCM em junho de 2021 o PRT pretende ser um guião orientador para o setor turístico, público e privado, cujas ações estão totalmente integradas com os objetivos do Plano de Recuperação e Resiliência e da Estratégia Portugal 2030, assegurando assim uma estratégia concertada para a retomação da economia nacional.

Alinhado com o ET2027, e incorporando os novos desafios decorrentes do impacto da pandemia no setor, nas suas múltiplas vertentes, o plano de ação prevê o investimento de 6 mil milhões de euros até 2027, através de 52 medidas distribuídas por 4 Pilares, com especial enfoque nas Empresas e Pessoas (Colaboradores, Residentes e Turistas).

Este plano tem por objetivo ultrapassar os 27 mil milhões de euros de receitas turísticas em 2027 de uma forma sustentável, gerando riqueza e bem-estar em todo o território, ao longo de todo o ano e apostando na diversificação de mercados e segmentos.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: