22.5 C
Castelo Branco
Terça-feira, Agosto 16, 2022
No menu items!
InícioRegional‘Roteiro 5 sentidos’ em Castanheira de Pera no dia do 108º...

‘Roteiro 5 sentidos’ em Castanheira de Pera no dia do 108º aniversário do concelho

Festival de estátuas vivas antecede percurso poético agendado para 25 de julho.

A ‘Rota Olhares e Contares do Lado de Lá chegou a Castanheira de Pera no dia do 108º aniversário do concelho.

Foi na passada segunda-feira, (dia 4), que as ruas da vila receberam o festival de estátuas vivas e o projeto musical ‘Rua das Pretas’.

No dia 25 de julho, o percurso poético dará continuidade às iniciativas do ‘Roteiro 5 sentidos’ em Castanheira de Pera, depois de já ter passado em Pombal e Sertã.

Entre as 17h00 e as 20h00,as ruas da vila de Castanheira de Pera ganharam vida com o festival de estátuas vivas.

Mais tarde, pelas 21h00, o momento musical ficou a cargo do luso-brasileiro Pierre Aderne, no espetáculo ‘Rua das Pretas’, na Praça da Notabilidade.

No dia 25 de julho, os leitores e visitantes irão percorrer um roteiro poético e emocional, criado pelos escritores e ilustradores que contam histórias através de narrativas literárias de texto e imagem.

O ponto de partida é às 18h00 no Jardim da Casa da Criança Rainha D.Leonor.

O dia continua na Casa da Criança Rainha D. Leonor, pelas 19h00,com a inauguração da exposição de ilustrações com o título ‘Breviário Ilustrado do Tempo Contado’.

Segue-se a apresentação do ‘Breviário do Tempo Contado’ que terá início pelas 19h30, onde estarão presentes, a curadora do projeto Mafalda Milhões e o escritor Álvaro Laborinho Lúcio.

“Neste breviário apresentam-se novos olhares e novas abordagens onde a fantasia e a criatividade nos unem como uma manta de retalhos cheia de imaginação. Embora este seja um livro de ilustrações, é também um livro de silêncios, dos momentos introspetivos de cada um de nós na contemplação e na descoberta de algo que comoveu os nossos sentidos, como uma proposta de reflexão sobre o nosso lugar no mundo, tanto de pertença, como de integração”, revela Paulo Moreira, um dos curadores do projeto.

Nomes como Afonso Cruz, Cristina Drios e Cristina Traquelim, entre muitos outros, aceitaram o desafio apresentado pelos três municípios de criarem um roteiro literário em forma de mapa de narrativas livres, onde cada um oferece a sua identidade ao território.

A ideia é construir um livro cujas histórias têm como premissa as estátuas edificadas nos três municípios.

 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: