27.2 C
Castelo Branco
Domingo, Agosto 14, 2022
No menu items!
InícioRegionalInovcluster arranca segundo semestre do ano com balanço positivo

Inovcluster arranca segundo semestre do ano com balanço positivo

Atualmente envolvida em 14 projetos, conta já com 178 associados, mais 2
projetos aprovados e um financiamento de cerca de 1,5 milhões de euros.

Com projetos que passam pela valorização da fileira do queijo na Região Centro,
pela criação de um plano alimentar urbano que permita a transição para sistemas
de produção alimentar saudáveis, sustentáveis e inclusivos, pelo apoio a PME’s
europeias de caráter inovador especializadas em alimentos saudáveis, ou pela
internacionalização da fileira do agroalimentar em articulação com a fileira do
enoturismo, a InovCluster está atualmente com 14 projetos em curso, aos quais se
somam mais 2 projetos aprovados, num financiamento total de cerca de 1,5 milhões
de euros para o ano de 2022.

Outro aspeto a destacar é o reforço das relações de cooperação com entidades
ligadas ao setor agroalimentar e áreas complementares, onde assume um papel
ativo na promoção de parcerias nacionais e internacionais.

Paralelamente, a InovCluster tem também revelado um forte dinamismo na
captação de novos associados contando, atualmente, com mais 9, integrados nos
setores turístico, das conservas de peixe, dos frutos secos ou da produção de snacks,
perfazendo um total de 178 associados.

Já no que respeita as atividades e iniciativas desenvolvidas, destacam-se as ações
de produto do mês através do projeto FUSILLI, realizadas no mercado municipal, as
ações de promoção do Queijo DOP em toda a região Centro, o apoio a investimentos
de inovação a PME, participações em feiras internacionais, em webinars, em mesas
redondas e em eventos, as reuniões com associados e a realização de candidaturas.

Com 14 projetos em curso, 2 projetos aprovados, 3 candidaturas submetidas e 4 em
preparação, a InovCluster reforça a ambição e o dinamismo para continuar a
trabalhar numa estratégia de cooperação, de estímulo à inovação e
internacionalização de empresas do setor, apoiando o seu desenvolvimento e
capacitando-as em áreas como a inovação, a internacionalização, a indústria 4.0, a
economia circular, os alimentos saudáveis e bioeconomia, bem como nas áreas das
plataformas de inovação definidas para a Região Centro (RIS3)

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: