24.4 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Agosto 18, 2022
No menu items!
InícioInternacionalInvestigadores do IPCB apresentam comunicações em Congresso Internacional sobre os impactos do...

Investigadores do IPCB apresentam comunicações em Congresso Internacional sobre os impactos do aquecimento global em espécies autóctones

Maria Margarida Ribeiro, docente da Escola Superior Agrária do IPCB e Isabel Passos, doutoranda do IPCB-CERNAS, apresentaram três comunicações orais numa reunião que juntou a Sociedade Ibérica de Ecologia, a 21ª Conferência da Associação Ibérica de Limnologia e o 21º Congresso Nacional da Sociedade Portuguesa de Ecologia.

A iniciativa decorreu em Aveiro,sob a temática: “Ecology: Bettering our sustainable future throughs cientific knowledge”.

As comunicações divulgam o trabalho desenvolvido pelas equipas multidisciplinares do IPCB envolvidas em projetos de investigação (CULTIVAR e C4 Cloud Computing) e questionam as causas, os impactos e consequências das alterações climáticas em Portugal, em particular o risco da desertificação.

Nas duas comunicações apresentadas pela docente Margarida Ribeiro foram apresentados os resultados da investigação da equipa da Macroecologia de Plantas com a modelação de espécies florestais autóctones na Península Ibérica, os pinheiros bravo e manso, os carvalhos, em particular o carvalho negral, o castanheiro e, ainda, a esteva, em cenários de aquecimento global.

No futuro irá ocorrer uma diminuição dessas espécies, em geral, mais acentuada no cenário mais severo, que ultrapasse o limite do aumento de 1,5°C na temperatura global.

Este resultado é preocupante, visto estas espécies serem o paradigma das árvores e arbusto autóctones em Portugal, que irão, futuramente, sofrer com secas mais intensas e risco de incêndio acrescido.

A desertificação da Península Ibérica já é uma realidade e, se nada for feito, prevê-se que tenha contornos muito inquietantes.

A doutoranda Isabel Passos falou no potencial dos ecossistemas de carvalho negral para minimizar o impacto das alterações globais, integrando os usos do solo e os gradientes ambientais.

Esta espécie irá muito provavelmente sofrer um declínio na região, se o aumento da temperatura global do planeta não for controlado.

No entanto, poderá ajudar a aumentar a resiliência dos ecossistemas considerando as mesmas alterações.

As comunicações podem ser consultadas no Livro de Resumos do Congresso, disponível em https://sibecol-ail-meeting2022.pt/scientific-program.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: