23.9 C
Castelo Branco
Sábado, Setembro 24, 2022
No menu items!
InícioOpiniãoPonto de Vista... por Telmo Martins

Ponto de Vista… por Telmo Martins

Ansiedade – O terror do século 21

A ansiedade é cada vez mais um tema e uma forma de estar dos dias em que
vivemos, e de como vivemos.

Telmo Martins

Ainda é tabu para muitos, doença para outros, mas a verdade é que a ansiedade nos desgasta e nos faz sentir medos e receios em qualquer lugar a qualquer hora.

Muitos são aqueles que dizem que quando estamos com ansiedade ou ataques de pânico, o melhor é pensar noutra coisa, ou não pensar em coisas más, ou ter calma, ou ainda a famosa frase do, “vai ver que isso já passa, nunca ninguém morreu por ter ansiedade”.

Na verdade, a ansiedade é terrível e pode deixar as pessoas incapazes de lidar
com situações e de fazer a sua vida diária. Sim pode parecer uma paranoia, sim
muitas vezes somos considerados de maluquinhos e outras coisas parecidas. Mas
na verdade, ser ansioso ou ansioso, é um mal que cada vez afeta mais pessoas
em Portugal e no Mundo. Ter ansiedade é sentir um aperto no peito, dores
abdominais, receios, medos, pensamentos negativos, vontades de não fazer nada
dúvidas e incertezas. Ter ansiedade é ter de lidar com muita coisa que vai
passar na nossa cabeça, e por vezes sofrer por antecipação sobre algo que
nem sequer sabe se vai acontecer ou não.

E quando temos aqueles pensamentos negativos e chatos que nos deixam com
medo e indecisões, ou ainda aquela sensação de falta de ar e o pulso quase a
rebentar de tão rápido que está.

É fácil estar a assistir a um ataque de ansiedade… Mesmo difícil é ajudar alguém
com um ataque de ansiedade.

Nunca se deve dizer a alguém que está ansioso ou ter um ataque de ansiedade
para ter calma, ou dizer que já vai passar, ou que pense noutra coisa, ou como
alguns dizem, tu não dezenas nada é só doidinho ou doidinha, isso não mata
ninguém. Nunca digas isto a alguém com ansiedade.

Se te pedirem opinião, ai sim podes dar. Se te pedirem para desabafar, abraçando ou
simplesmente estares sem fazer nada, apenas estando presente… aceitar essa
decisão da pessoa com o ataque de ansiedade.

Nem todos lidamos com a ansiedade da mesma forma. Existe quem goste de
desabafar, quem solte uns palavrões para o ar, quem tente sorrir e esconder… mas
também existe quem quer apenas estar calado e sozinho, e sim, deve sempre
respeitar a decisão.

E lembra-te que não… não é fácil ter uma pessoa ansiosa como amiga, familiar
ou até mesmo relação numa. Mas dezenas de sabre lidar com isso, pois é a única
forma de ajudar quem dezenas ao teu lado.

E sim, ao longo deste texto já me referia a mim, a nós e as pessoas com
ansiedade.. isto porque todos lidamos com os ataques de pânico e ansiedade de
formas diferentes, nunca temos reações e pensamentos iguais.

Se me perguntarem se penso ganhar alguma coisa com a escrita deste texto, a
minha resposta não é. Isto porque por vezes escrever sobre um tema, é só e
apenas dar ao conhecer a nossa opinião, e de certo que algumas pessoas vão
criticar, outras ler, outras nem sequer ler e algumas até se vão identificar com
alguns pontos aqui abordados.

Na verdade ser ansioso e ter ataques de ansiedade não é ser maluquinho ou
doido, é ser uma pessoa normal que tem medos, medos, ansiedades, emoções
alteradas, alteração de humor repentina, e tantas outras coisas. Mas acima de
tudo, é ser uma pessoa normal.

Lidar com a ansiedade não é nem nunca foi fácil. São batalhas difíceis que temos
de lutar contra elas, arranjar formas de colocar de lado, por vezes com métodos
que conseguimos arranjar e outras vezes tem mesmo de ser com apoio médico,
quer seja psicólogos ou neurologistas.

Por isso se precisas de ajuda pede, antes que seja tarde para te poderes voltar a
erguer.

*Telmo Martins

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: