23.9 C
Castelo Branco
Sábado, Setembro 24, 2022
No menu items!
InícioRegional11º Campo Arqueológico de Proença-a-Nova promove investigações e ciclos de conferências

11º Campo Arqueológico de Proença-a-Nova promove investigações e ciclos de conferências

Os últimos campos de trabalho e ciclos de conferências do 11º Campo Arqueológico de Proença-a-Nova (CAPN) realizam-se já este mês de setembro, com a conclusão de mais um verão dedicado à exploração arqueológica no concelho.

Os trabalhos do Campo Arqueológico foram divididos em três campos distintos: o primeiro campo voltará a incidir sobre a Bateria das Batarias em Catraia e irá ser concluído entre os dias 12 e 17 de setembro, depois da realização da segunda semana ter sido adiada devido à vaga de calor e consequentes proibições impostas pelo Governo, via despacho.

O segundo campo, já realizado, 18 a 30 de julho, decorreu junto à Capela Velha do Peral.

O terceiro campo, em funcionamento, irá decorrer até dia 10 de setembro, na Moita da Galinha, com base na exploração da Sepultura Pré-Histórica.

Além destes três campos, o CAPN tem também proposto outras atividades, tanto aos seus jovens arqueólogos, como à comunidade proencense, como por exemplo, os ciclos de conferências.

Com sessões já realizadas em Chão do Galego, Montes da Senhora, Pedra do Altar e São Pedro do Esteval, falta ainda ocorrer sessão a 3 de setembro, nas Moitas, sobre Sepulturas Megalíticas, por João Caninas; a 10 de setembro, em S. Pedro do Esteval, sobre as investigações em Castelo do Chão do Trigo, pelo Arqueólogo Paulo Félix e a 17 de setembro,sobre o Forte e Bateria de Catraia Fundeira, em Sobreira Formosa, pelo Arqueólogo Mário Monteiro.

O Campo Arqueológico de Proença-a-Nova (CAPN) é um modelo misto de campo de trabalho, investigação e aprendizagem para alunos, preferencialmente dos ramos da arqueologia, da história e das arqueociências, que teve início em 2012 como Campo Arqueológico de Proença-a-Nova e que a partir de 2013 adquiriu um cariz internacional.

O intuito destes campos é estudar, preservar e divulgar os sítios arqueológicos do concelho de Proença-a-Nova dando a conhecer um património que ainda é desconhecido de muitos. Aceitam-se participantes a partir dos 18 anos, sem limite superior de idade.

Para ficar a conhecer mais sobre o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos 10 anos de Campo Arqueológico de Proença-a-Nova, pode visitar a exposição patente no Posto de Turismo do concelho até ao dia 15 de setembro, no qual, além de artefactos e peças encontradas, poderá encontrar as explicações de cada uma das explorações efetuadas nestes campos.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: