23.9 C
Castelo Branco
Sábado, Setembro 24, 2022
No menu items!
InícioNacionalTurismo em Portugal com novo recorde

Turismo em Portugal com novo recorde

De acordo com as estimativas rápidas divulgadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e pelo Banco de Portugal (BdP), o mês de julho de 2022 será o melhor mês de sempre no que ser refere ao número de hóspedes e de dormidas em Portugal.

A estimativa aponta para 3.029,1 mil hóspedes e 8.628,4 mil dormidas no total do alojamento turístico em julho passado, quando em julho de 2021 tinham sido 1.633,8 mil hóspedes (+85,4%) e 4.538,6 mil dormidas (+90,1%).

Relativamente a julho de 2019, mês pré-pandémico, a evolução é de mais 6,3% para hóspedes (+179,8 mil hóspedes) e de mais 4,8% para dormidas (+397,2 mil dormidas).

A previsão refere ainda que 2.906,0 mil dormidas serão de residentes (2.663,9 mil em julho de 2021, ou seja, +9,1%) e que 5.722,4 mil, serão de não residentes. O que traduz um crescimento homólogo de 205,2% (1.874,8 mil em julho de 2021).

A quota de dormidas de não residentes, que era de 41,3% em julho de 2021, passa agora para 66,3%, repondo a estrutura natural do mercado turístico português.

Todas as regiões do país denotam evoluções positivas face a julho de 2021. O Algarve será responsável por 33,1% das dormidas, seguindo-se a Área Metropolitana de Lisboa (22,7%), o Norte (15,6%), a RA Madeira (10,5%) e o Centro com 10,0%. Os aumentos mais expressivos serão na Região Autónoma da Madeira (+21,0%), na região Norte (+14,9%) e no Centro (+10,6%).

Ao nível dos principais mercados, a estimativa indica que todos evoluirão de forma positiva e que a sua quota no total das dormidas de não residentes será de 87,6%.

O mercado britânico predominará e registará uma quota de 19% das dormidas de não residentes e um aumento de 1,0% face a julho de 2019, destacando-se ainda o mercado espanhol (quota de 12,6% e um acréscimo de 2,3%) e o norte-americano (quota de 7,6% e +35,9% em dormidas).

Em termos acumulados, até julho deste ano, estima-se que 14.259,4 mil hóspedes tenham permanecido nas unidades de alojamento, dando origem a 37.229,1 mil dormidas. Comparando com o mesmo período de 2021, verificar-se-á um aumento de 194,3% nas dormidas totais, resultante do aumento esperado de 58,5% nos residentes (+4.513,3 mil dormidas) e de +406,2% para os não residentes (+20.066,4 mil dormidas).

Por fim, as receitas do turismo continuam a crescer de forma expressiva, acima de 2019 (+11% em julho), confirmando as previsões do Banco de Portugal nesta matéria, que apontam para que os gastos dos não residentes em 2022 superem em 4,2% os valores de 2019.

Para a Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques, “estes números evidenciam que o setor do turismo é, hoje, novamente, um motor imprescindível na nossa economia. Graças aos apoios do governo, mas, também e sobretudo, ao espírito de resiliência e criatividade do setor, as nossas empresas estão a responder à procura após dois anos muito sofridos e, hoje, Portugal volta a destacar-se como um dos destinos mais competitivos internacionalmente”.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: