16.3 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Outubro 6, 2022
No menu items!
InícioCulturaNatividade Pires pioneira do estudo da Literatura para Infância

Natividade Pires pioneira do estudo da Literatura para Infância

A professora Natividade Pires, da Escola Superior de Educação de Castelo Branco, foi referida como um dos dois nomes pioneiros da investigação no estudo da Literatura para crianças em Portugal, na 16.ª edição de Palavras Andarilhas que se realizou em Beja, no dia 26, 27 e 28 de agosto.

O debate: “À Conversa sobre a infância e a leitura”, que contou com a presença de Joana Lopes, escritora, da Sertã, Maria Sarmento Pedro, do Instituto Politécnico de Beja, Diana Maria Martins, da Universidade do Minho e com a moderação da jornalista Rita Pimenta, do jornal “Público”, foi um dos momentos importantes da Festa da Palavra Contada “Palavras Andarilhas”, organizada pela Biblioteca Municipal José Saramago, de Beja, com curadoria de Jorge Serafim.

Diana Maria Martins, da Universidade do Minho, dissertou sobre a Literatura para crianças em Portugal e nomeou a professora do IPCB de Castelo Branco, Natividade Pires, e o professor José António Gomes, do Porto, como os pioneiros desse estudo e trabalho que colocou nas Editoras e nas Bibliotecas (municipais e escolares) a Literatura para a infância como um vetor importante da promoção da Leitura.

A 16.ª edição da Festa da Palavra Contada – Palavras Andarilhas realizou-se no Jardim Público de Beja com um programa de debates, apresentações, e de sessões conjuntas (a três) de contadores de histórias de tradição oral do Brasil, Portugal, México e Itália, num programa rico e variado, envolvendo também as associações de Beja, livreiros e editores de vários pontos do país: Coimbra, Aveiro, Sines, Alcains, Lisboa.

E uma mobilização de pais e crianças, além de professores e outros profissionais ligados ao livro, oriundos de todo o país, da Ilha da Madeira a Coimbra, passando por Penamacor ou Leiria.

A Alma Azul marcou presença com um pavilhão próprio, e promoveu três sessões literárias dedicadas a Jorge Sousa Braga (Poemas com Asas, no dia 26), a Manuel António Pina (Infância em Castelo Branco, no dia 27) e Agustina Bessa-Luís com o seu livro “Dentes de Rato”, no dia 28, domingo, a encerrar a Festa.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: