4.9 C
Castelo Branco
Terça-feira, Novembro 29, 2022
No menu items!
InícioCulturaPrémio Ciranda 2022 entregue na Biblioteca de Castelo Branco

Prémio Ciranda 2022 entregue na Biblioteca de Castelo Branco

O Programa do 23.º Aniversário da Alma Azul foi entregue na Biblioteca Municipal de Castelo Branco o Prémio Ciranda 2022 à escritora Patrícia Portela, pelo seu livro Hífen -, da Editorial Caminho, 2021.

O Prémio, entregue pelo presidente do Município de Castelo Branco, Leopoldo Rodrigues, era composto por vários produtos regionais, todos de freguesias do concelho de Castelo Branco: vinho de Ninho do Açor; azeite de Malpica do Tejo e Monforte da Beira; borrachões e broas de mel de Cebolais de Cima, pão e bica de azeite do Salgueiro; feijão frade, da Lardosa; chá de infusão (perpétua roxa) de Tinalhas; queijo de Alcains; e compotas da Serra da Gardunha.

O Prémio Ciranda regressou assim à Biblioteca Municipal de Castelo Branco, depois deem 2009 Rui Zink o ter recebido pelo livro “O Destino Turístico”, edição Teorema.

Patrícia Portela e Leopoldo Rodrigues

Com Patrícia Portela estão muitos leitores e seguidores do trabalho da Alma Azul, mas também representantes de instituições que valorizaram muito a sessão, a Biblioteca Municipal Eugênio de Andrade, do Fundão, parceira das últimas edições do Prémio Ciranda; representantes do Agrupamento de Escolas de S.V. da Beira e Alcains e do Agrupamento de Escolas de Idanha-a-Nova; da Associação de Estudantes Guineenses do Distrito de Castelo Branco; e ainda de duas organizações de Covilhã com quem a Alma Azul mantém laços: a Cooperativa COOLABORA, e a ASTA – Teatro e Outras Artes.

Patrícia Portela partilhou com todos os presentes como suas visitas ao Castelo Branco para visitar a família do avô, natural da cidade; e elogiou como inesquecíveis filhós da sua tia Maria.

A autora divulgou nas redes sociais o Prémio Ciranda que partilhou no Teatro Regional da Serra de Montemuro, onde se realizou o primeiro ensaio do espetáculo “João Sem Medo”, de Ana Pais; com Célia Fechas, Sara Alexandra e a própria Patrícia Portela; uma parceria Laika, Teatro van Den Zinnen e Prado – Associação Cultural.

A estreia do espetáculo será em 2024.

O Prémio Ciranda tem como propósito destacar um livro que se revele por sua singularidade e inovação dentro do programa editorial português.

Hífen -, o livro premiado em 2022, de Patrícia Portela é um exemplo dessa ideia e proposta.

A Alma Azul acolherá o livro Hífen – durante um ano de trabalho; apresentar-o e promovendo-o em Sessões e Encontros Literários que realizará de outubro de 2022 a setembro de 2023.

Recordamos que em 2022, o Prémio Ciranda teve o apoio exclusivo do Município de Castelo Branco.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: