12.5 C
Castelo Branco
Sábado, Novembro 26, 2022
No menu items!
InícioCulturaFestival em homenagem a Jaime Lopes Dias regressa para segunda edição

Festival em homenagem a Jaime Lopes Dias regressa para segunda edição

O Festival Figuras, Factos e Lugares – Jaime Lopes Dias vai regressar ao Vale da Senhora da Póvoa para a segunda edição, nos dias 26 e 27 de novembro, depois da edição de estreia ter decorrido em 2020.

O evento é organizado pelo Município de Penamacor, em colaboração com a Junta de Freguesia local, e pretende ser uma homenagem a Jaime Lopes Dias, “filho” do Vale da Senhora da Póvoa e importante etnógrafo do século XX, com um papel preponderante na salvaguarda e na divulgação do património etnomusical desta região.

Este festival pretende, igualmente, ser uma ação de enaltecimento do vastíssimo património cultural do concelho de Penamacor e daquela freguesia.

O momento alto do certame é uma Residência Artística, que surge no âmbito dos processos de valorização e salvaguarda do património imaterial do concelho de Penamacor, na qual, durante quatro dias, oito músicos sob a coordenação de António Bexiga trabalharão os aspetos ligados à etnomusicologia deste território, construindo um espetáculo musical com base nas recolhas do patrono deste festival.

A apresentação do trabalho realizado decorre no dia 26 de novembro, pelas 21:30, na Alameda dos Balcões.

Do programa constam ainda diversos concertos, palestras, apresentações gastronómicas, apresentações literárias ou visitas a lagares.

De realçar que algumas das iniciativas são transmitidas em direto na página de Facebook do Município de Penamacor.

O programa completo pode ser consultado em https://bit.ly/festivalfigurasfactoselugares

JAIME LOPES DIAS

Jaime dos Santos Lopes Dias, filho de José Lopes Dias e de Angélica Mendes Barreiros Dias, nasceu na antiga localidade de Vale de Lobo, atualmente designada de Vale da Senhora da Póvoa, no concelho de Penamacor, a 25 de outubro de 1890.

Em 1901 matriculou-se no 1º ano do Liceu de Castelo Branco, concluindo o Curso Geral, em julho de 1906, frequentando o 6º e parte do 7º, anos de Letras no Colégio de S. Fiel.

Em 1908, no Liceu de Coimbra terminou o Curso Complementar de Letras.

Nesta mesma cidade, em outubro do mesmo ano, matricula-se no 1º ano da Faculdade de Direito, concluindo a formatura a 28 de julho de 1912.

Desempenhou vários cargos administrativos e judiciais em Penamacor, em Idanha-a-Nova, em Castelo Branco e Lisboa, localidades essas onde, viria também a exercer funções em associações culturais, artísticas e científicas.

O seu interesse e preocupação no estudo do folclore da Beira Baixa, a região que lhe teve como berço, levou-o a escrever várias obras em torno da temática.

Foi, igualmente, fundador, diretor e colaborador de inúmeros periódicos regionais e nacionais, como a Revista Municipal de Lisboa, o Boletim da Casa das Beiras, Povo de Idanha (Idanha-a-Nova), e Província (Castelo Branco), ou a Acção Regional (Castelo Branco).

A dedicação academicista e intelectual de Jaime Lopes Dias mereceu-lhe o reconhecimento a nível nacional e internacional, nomeadamente tendo sido eleito como académico efetivo da Academia de Ciências de Lisboa (em 1962) ou como membro titular do Instituto Internacional de Ciências Administrativas de Bruxelas.

Viria a falecer em Lisboa no ano de 1977, com o desejo de vir a ser sepultado na sua terra natal.

PROGRAMA

26 DE NOVEMBRO

16h00

Abertura

Salão da Junta de Freguesia do Vale da Senhora da Póvoa

(Transmissão em direto na página de Facebook do Município)

16h30

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “O CONCELHO DE PENAMACOR NA ETNOGRAFIA DE JAIME LOPES DIAS”

Salão da Junta de Freguesia

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: