0.5 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
No menu items!
InícioRegionalIDANHA-A-NOVA: Município lança desafios ao IPCB no 31º aniversário da ESGIN

IDANHA-A-NOVA: Município lança desafios ao IPCB no 31º aniversário da ESGIN

A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova esteve presente, no dia 30 de novembro, no 31º aniversário da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova (ESGIN).

O Presidente da Câmara Municipal começou por felicitar a ESGIN e todas as pessoas que a defendem, nela acreditam e a valorizam.

Transmitiu uma palavra muito especial de agradecimento aos membros das diferentes Direções que passaram pela ESGIN, professores, funcionários e alunos da Escola.

Também a comunidade Idanhense que estima, acarinha e luta pela ESGIN recebeu uma sentida mensagem de gratidão.

Armindo Jacinto elogiou o excelente trabalho desenvolvido por Sara Brito Filipe, que cessou o exercício de funções como Diretora da ESGIN: “Com determinação, talento e uma infinita capacidade de resiliência na defesa não só da ESGIN e do IPCB, mas também do concelho de Idanha-a-Nova, perante circunstâncias nem sempre fáceis, lutou sempre, com dinamismo, espírito de partilha, respeito mútuo, lealdade e ética”.

Para concluir a sua intervenção, Armindo Jacinto lançou um conjunto de desafios ao Presidente do Instituto Politécnico de Castelo Branco:

«1º Desafio: rever os protocolos existentes entre a CMIN e o IPCB ou criar um novo protocolo por forma a ajustar as obrigações e deveres de ambas as partes e estabelecer novos compromissos.

Por exemplo, as despesas de água, luz e manutenção deste edifício, suportadas há vários anos pela autarquia e que, de acordo com o protocolo celebrado em 1998, deviam ser suportadas pelo IPCB. Assim, no âmbito desta revisão, proponho que o equivalente a este valor seja investido pelo IPCB na ESGIN em benefício dos alunos, professores e funcionários, nomeadamente garantindo a valorização profissional dos docentes e não docentes, o aumento da oferta formativa e apoio aos alunos, em termos sociais.

2º Desafio: protocolar com a Câmara Municipal o compromisso do IPCB em defender a continuidade da ESGIN em Idanha-a-Nova, comprometendo-se a autarquia a trabalhar para construirmos novas instalações para o funcionamento da ESGIN, com a criação de uma nova escola, dotada de melhores condições, virada para a modernidade e inovação e preparada para o futuro. Para o efeito, o Município está disponível para lançar um concurso de ideias em parceria com a Ordem dos Arquitetos, com quem já falámos, para projetar as novas instalações.

A autarquia pretende, como já referido, implementar o Bio Campus de Idanha-a-Nova, um projeto inovador de alojamento estudantil, de promoção de dinâmicas académicas e culturais. Visa a requalificação e adaptação de três edifícios situados no centro histórico da Vila para Residências de Estudantes, de modo a aumentar a oferta de camas para alunos do ensino superior a custos acessíveis, dotados de meios tecnológicos, de conectividade 5G, de sustentabilidade ambiental, de gestão sustentável da energia e água. Mobilidade disponível de transportes públicos, sustentáveis, refeitório em modo de produção biológico, gerando oportunidades para alunos e investigadores, de empreendedorismo, de aceleração de ideias, startups, estágios profissionais e outras dinâmicas a desenvolver nas Redes de que o Município faz parte, Redes UNESCO (Geoparques, Reservas da Biosfera, Cidades Criativas, Clubes Unesco, Escolas Associadas Unesco, etc.), Rede das Bio-Regiões incluído na GAOD (Global AllianceOrganicDistrict’s, em parceria com a ONU), Clube de Estrasburgo (Cidades da Europa), Rede AVEC (Rede Europeia de Vilas e Cidades Culturais), Aldeias Históricas, etc.

Este projeto alia o conceito de ‘campus universitário’ à estratégia territorial da Bio-Região, e das outras Redes a que o Município pertence, com um ecossistema moderno, tecnológico e amigo do ambiente.

3º Desafio: estabelecer um acordo de colaboração entre a CMIN e o IPCB no sentido de promover a integração dos alunos da ESGIN no mercado de trabalho, através de estágios curriculares e profissionais no tecido empresarial, associativo e social do concelho de Idanha-a-Nova e de outros nas Redes Colaborativas referidas a que o Município pertence.

4º Desafio: estabelecer um protocolo de cooperação com a CMIN, que vise a realização de Gap Years para alunos da ESGIN, proporcionando-lhes novas experiências em territórios integrados nas Redes Colaborativas de que o Município faz parte, já referidas.

A autarquia quer continuar a manter a proximidade com a Associação de Estudantes, garantindo-lhe mais e melhores condições para a prática das suas atividades. Deste modo lanço também um desafio à AE: estabelecer com a CMIN um protocolo de colaboração que, entre outros benefícios, garanta:

– a atribuição de um apoio financeiro anual;

– a atribuição de apoio logístico;

– a cedência de instalações para a preparação e realização das suas atividades;

– apoio financeiro à Carpe Tuna e à Adufotuna para a aquisição de instrumentos e para deslocações;

– a organização conjunta do evento anual “Conhecer Idanha” destinado a todos os alunos do IPCB e outros estabelecimentos do Ensino Superior da Região;

– a organização conjunta do evento anual “Reviver Idanha” destinado aos ex-alunos da ESGIN;

– a organização conjunta do evento anual “Bem-vindo a Idanha”, destinado aos caloiros e restantes alunos da ESGIN.»

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: