0.5 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
No menu items!
InícioCulturaLivro de poesia de Gonçalo Salvado ilustrado por Álvaro Siza Vieira com...

Livro de poesia de Gonçalo Salvado ilustrado por Álvaro Siza Vieira com edição EM Braille

SERÁ LANÇADO NO CONTEXTO DO CENTENÁRIO DE EUGÉNIO DE ANDRADE 

O livro de poesia de Gonçalo Salvado intitulado Quando a Luz do Teu Corpo Me Cega, ilustrado com desenhos originais de Álvaro Siza Vieira, vai ser apresentado na galeria do Centro Português de Serigrafia, Centro Cultural de Belém, em Lisboa, em 2023, no contexto do centenário do poeta Eugénio de Andrade e em sua homenagem.

“Escolhi e esperei por este contexto porque sei que Siza Vieira foi grande amigo de Eugénio e ambos têm nas suas obras uma grande ligação ao tema da luz”, esclarece Gonçalo Salvado. Por outro lado, quero homenagear aquele que considero o maior poeta do amor do século XX português, Eugénio de Andrade, cuja poesia muito me marcou.”

O livro, que se encontra em fase de realização, será editado pela RVJ Editores, editora de Castelo Branco, e terá duas edições, uma delas especial, em Braille, composta por uma seleção de poemas e incluindo um desenho de Siza Vieira gravado em relevo (com a colaboração da ACAPO), ambas as edições apoiadas pela Câmara Municipal de Proença-a-Nova.

A obra deverá ser apresentada por Maria João Fernandes.

A edição especial em Braille intitular-se-á Luminea reunindo poemas de Gonçalo Salvado com o tema da luz no contexto amoroso, recorrente na poesia do autor.

Três serigrafias, numeradas e assinadas por Álvaro Siza Vieira, acompanharão a duas primeiras edições do livro.

Gonçalo Salvado e Álvaro Siza

As imagens para as três serigrafias, numeradas e assinadas por Álvaro Siza Vieira, foram previamente selecionadas e escolhidas, pelo próprio arquitecto/artista e pelo diretor do Centro Português de Serigrafia, João Prates.

Uma exposição dos desenhos de Álvaro Siza Vieira, que ilustram a obra, estará patente na galeria do CPS do Centro Cultural de Belém.

O título da obra foi retirado de um poema de Gonçalo Salvado presente no seu livro Outra Nudez (2014) ilustrado com desenhos do escultor João Cutileiro, um dos três livros de poesia que o poeta publicou em colaboração com o histórico escultor português:“Só verdadeiramente vejo/quando a luz do teu corpo/ me cega.”

Este poema que dá o título a este novo livro de Gonçalo Salvado resume, por assim dizer, a arte poética do autor e a filosofia da sua obra.

Acerca da poesia de Gonçalo Salvado pronunciou-se o próprio arquiteto Álvaro Siza Vieira que refere a transparência, a essencialidade e o rigor a ela, associadas:“Gosto muitíssimo da sua poesia. Tentarei aproximar-me com os meus desenhos da essencialidade e do grande rigor com que “esculpe” as palavras”.

Para Gonçalo Salvado: “Este meu projeto sob o signo da Poesia, da Luz e da Cegueira, que engloba a publicação de dois livros de poesia (um deles com a colaboração da ACAPO) a edição de três serigrafias e de uma exposição, e que tenho vindo a divulgar nos meios de comunicação desde há uns meses a esta parte, já teve repercussões ainda antes de ser concretizado. Depois de ter posto em marcha a sua divulgação, há quem nele recentemente se tenha inspirado, num projeto que em tudo lhe é semelhante, o que só vem sublinhar o valor da sua originalidade.”

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: